Quão importante é ter amigos?

Os negócios ao nosso redor podem determinar muito quem somos. Bons amigos estão sempre presentes, seja para nos motivar, nos encorajar a ser a melhor versão de nós mesmos ou nos apoiar incondicionalmente.

A amizade é um aspecto relacional essencial, certamente um dos principais alicerces das sociedades, com a família e o companheiro. Os amigos podem ser uma grande fonte de confiança, bem-estar e segurança que determina nossa personalidade.


Abaixo, vamos nos aprofundar mais o tema da importância de ter amigos, seus benefícios e como isso se desenvolve ao longo da vida.

    A importância de ter amigos: suas diferentes vantagens

    Desde a mais tenra idade até crescermos, os amigos são parte integrante da nossa vida. Confiar nos outros é o tecido da sociedade, porque, se não pudéssemos, a sociedade, como a conhecemos hoje, não seria possível.

    Independentemente de seu significado social, a verdade é que fazer amizade com outras pessoas é muito benéfico para nossa saúde mental. Por isso é tão importante ter amigos.

    Por amizade, queremos dizer o vínculo estreito que se forma entre duas ou mais pessoas. Tais relações deve ter como aspectos essenciais confiança, carinho, lealdade, simpatia e respeito, Exibido por membros do link recíproco.

    A amizade é uma das relações emocionais mais importantes que podem ser formadas, junto com as relações familiares e de casal, o que traz muitos benefícios psicológicos.

    Benefícios da amizade

    Os seres humanos são animais sociais. Quando nascemos, precisamos do cuidado e do contato emocional de outras pessoas para nos desenvolvermos bem..

    Conforme crescemos e ganhamos um pouco mais de independência para nos comunicarmos livremente, nos juntamos a diferentes grupos, escolhendo as pessoas com quem queremos passar nosso tempo livre.

    Bem-estar emocional, autoestima e autoconceito

    Ter amigos faz com que nos sintamos incluídos nesses grupos e nos dá um grande valor emocional. Por fazer parte de nosso ambiente social imediato, nos beneficiamos de uma maior auto-estima e motivação.

    Os verdadeiros amigos são aquelas pessoas a quem podemos dar informações íntimas e privadas, na esperança de que não as divulguem a terceiros e nos escutem incondicionalmente. Ao compartilhar essas informações com eles, aliviamos um pouco o estresse e o desconforto emocional, proporcionando-lhes paz de espírito e paz de espírito.

    Apenas ser ouvido, compreendido e amado geralmente funciona como uma boa calma emocional.. É claro que ter um amigo pode nos proporcionar muito bem-estar emocional, especialmente quando a fonte do desconforto está em outros relacionamentos íntimos e supostamente “seguros”, como com a família ou com o parceiro.

    Por outro lado, ver que existem pessoas que nos confidenciam suas inseguranças, preocupações, desconfortos e emoções negativas nos faz sentir valorizados, entendendo que podemos nos tornar uma fonte de apoio para os outros. Desta forma, melhora a nossa autoimagem, desde que seja uma amizade funcional., Sem toxicidades, traições ou “jogadas ruins”.

      Superar situações difíceis

      Confiar em um amigo tem um componente terapêutico muito importante porque nos ajuda a superar momentos de grande dificuldade como um duelo, uma separação, desemprego ou qualquer outra situação complicada.

      Seja uma versão melhor de nós mesmos

      Outra vantagem de ter amigos é que eles podem nos dar o ímpeto para deixar os vícios para trás ou nos motivar a iniciar um grande projeto. Freqüentemente, são os amigos que os motivam a abandonar hábitos prejudiciais à saúde, como fumar, beber ou adotar um estilo de vida sedentário.

      Bons amigos se preocupam com a saúde de seus amigos. Graças a isso, eles podem influenciar positivamente nossa tomada de decisão, Torne-nos mais responsáveis ​​e saudáveis ​​ou conscientize-se de nossos problemas, conforme o caso. Eles nos tornam uma versão melhor de nós mesmos.

      Ressalte-se também que a amizade pode ser uma faca de dois gumes, pois pode nos levar a decisões mais arriscadas ou, por pressão social, adquirirmos maus hábitos, o que é particularmente perceptível na adolescência e no uso de drogas.

      aceitação incondicional

      O sentimento de aceitação incondicional gera bem-estar. Ser capaz de ser você mesmo e ver os outros aceitá-lo gera uma grande sensação de segurança e amor. Um verdadeiro amigo nos aceita independentemente de nossa personalidade ou características pessoais, Não nos obrigando a fingir ser o que não somos.

      Se fingirmos ser quem somos, podemos passar por uma crise muito intensa de identidade e autoestima, que nos levará a graves danos psicológicos.

      Amizade para toda a vida

      As amizades são importantes em todas as fases da vida, não apenas na infância e na adolescência. Como adultos, sejam vocês jovens ou não, as amizades podem ser um suporte emocional fundamental. A seguir, refletiremos sobre a importância da amizade para toda a vida.

      infância

      Desde cedo, as crianças fizeram suas primeiras amizades. Já no jardim de infância e, o mais importante, na escola, você pode ver como as crianças se relacionam com as outras pessoas e, em muitos casos, fazem laços que durarão para a vida toda. Eles também irão se relacionar com outras crianças que estão no parque, filhos de amigos de seus pais ou vizinhos.

      É muito importante que as crianças escolham seus amigos e aprendam a se relacionar com outras pessoas de forma mais ou menos livre. Muitas vezes acontece que os pais escolhem os amigos dos filhos porque acreditam que podem ser uma boa influência ou porque são filhos de amigos e conhecidos de confiança. É normal que as crianças conheçam novos filhos, mas é muito importante não separá-los dos amigos que já fizeram..

      É também muito importante detectar as situações em que a criança pode passar maus momentos devido a determinados relacionamentos, seja por bullying ou por serem más influências, que a levam a afastar-se dos estudos e a ter dificuldades.

      adolescência

      A adolescência é um momento críticoE todos os pais sabem disso porque antes de se tornarem adultos, eles tinham que passar por isso. Mudanças hormonais são vivenciadas, conflitos com as principais figuras de afeto são alcançados, pensamento abstrato (o pensamento operacional formal de Piaget) é realizado e surgem os primeiros relacionamentos românticos.

      Existe uma verdadeira crise de identidade que, se mal administrada, terá consequências na vida adulta. Relacionamentos com amigos tornam-se muito importantes e amizades muito intensas são formadas, o que pode influenciar as personalidades ainda moldáveis ​​do indivíduo e pode levar ao sucesso ou ao fracasso.

      Durante esse tempo, um amigo pode nos fazer escolher um curso com sabedoria, começar o ensino médio ou estudar para o exame da próxima semana. Mas também pode influenciar por que experimentamos maconha, bebemos álcool ou faltamos às aulas.

      Idade adulta e velhice

      Quando você atinge a idade adulta, ainda sofre um pouco de crise de identidade, mas não tão intensa.

      Da mesma forma, os amigos são sempre muito importantes porque é nestes anos que procuramos adquirir mais independência, procurando um apartamento, iniciando o ensino superior, Começar a trabalhar … São períodos de insegurança económica e vital que, passando-os com os amigos, não permite que a dificuldade seja considerada grave.

      À medida que ele cresce e as amizades reduzem-se a um pequeno grupo de pessoas com no qual temos grande confiança. Da mesma forma, você pode ter novas amizades para a vida toda, algumas até em estágios avançados como a velhice. Nunca é muito grande encontrar alguém com quem compartilhamos muito e com quem podemos estabelecer uma bela amizade..

      conclusão

      A importância de ter amigos é muito importante, pois influencia não só a maneira como nos relacionamos com os outros, nos integramos na sociedade, mas também nos traz bem-estar emocional, aumenta a autoestima e o autoconceito e pode nos permitir aliviar as negativas emoções que, por outros meios não profissionais, talvez não.

      As amizades são especialmente importantes na infância e na adolescência, embora, à medida que amadurecem, podem desempenhar um papel muito importante em nosso sucesso pessoal.

      Referências bibliográficas:

      • Hojjat, M. e Moyer, A. (eds.). (2017). A psicologia da amizade. Imprensa da Universidade de Oxford.
      • Moya, L. (2013) Empatia, compreensão para compreender os outros. A Coruña: plataforma atual.

      Deixe um comentário