Como se comunicar melhor em um relacionamento: 9 dicas

Há quem tome os relacionamentos como se fossem um campo de batalha onde o importante é estar certo e impor o seu próprio ponto de vista. Há outros que, ao contrário, baseiam os seus diálogos com o casal no abandono, um após o outro, da capacidade de se exprimirem, a ponto de aceitarem por defeito que são as opiniões desse outro que importam.

Claro, nenhuma das opções acima torna mais fácil para nós quando se trata de construir laços emocionais fortes e estáveis. A existência de tais tensões torna necessário apostar na comunicar melhor no relacionamento.


    O que fazer para se comunicar melhor em um relacionamento

    Essas dicas para uma melhor comunicação em um relacionamento dão uma ideia geral de como uma dinâmica de diálogo saudável deve ser na vida cotidiana juntos.

    1. Evite discutir veementemente

    O primeiro passo é simples e embora não leve ideias de pessoa para pessoa, isso é para evitar que o problema de comunicação piore. Basicamente, começa evitando tentar conversar ou dialogar se já estivermos em um estado emocional muito alterado e ainda não tivermos dado os passos que veremos a seguir.

    Dessa forma, ajudaremos a reduzir as chances de envolvimento em lutas verbais altamente improdutivas. Quando as emoções nos controlam completamente e adotamos uma atitude antagônica, o resultado dificilmente será positivo.

      2. Organize suas ideias

      Quando você notar um aspecto em que suas ideias e as de seu parceiro não concordam ou se chocam (criando clara oposição), reserve um momento para pense sobre a causa exata da discordância ou confusão.

      Distinguir cada uma dessas ideias, interesses, desejos ou crenças e ver como eles diferem uns dos outros ajudará você a classificá-los em ordem de importância, priorizando aqueles que precisam ser comunicados com mais ênfase. Desta forma, será mais fácil criar um “discurso” com uma espinha dorsal mais coesa que realmente reflita o que queremos expressar.

      3. Pense sobre o que seu parceiro não sabe

      Muitas vezes esquecemos este ponto, e é básico. Nosso parceiro é, por definição, outra pessoa e, portanto, sabe a mesma coisa que nós. por isso essas lacunas devem ser levadas em consideração em seu nível de conhecimento e agir de acordo; por exemplo, parar para explicar melhor algo necessário para entender a mensagem principal que queremos transmitir.

      4. Encontre o contexto certo para comunicar o que é importante

      O cuidado na escolha do contexto no qual se comunica algo deve ser diretamente proporcional à importância do que se quer dizer. Se você acha que o assunto tem muito a dizer, faz sentido não iniciar essa conversa quando vocês dois estão “passando”. Se acontecer por acidente, é melhor pare e concorde com outro horário para falar, se possível.

      Por outro lado, para falar sobre questões de sigilo, é bom escolher lugares isolados. Dessa forma, removeremos possíveis barreiras de comunicação com base na vergonha ou na preocupação com o fato de outras pessoas estarem julgando você.

      5. Fale misturando o abstrato com o concreto

      Outra chave para nos comunicarmos melhor com um casal é não dar como certo que a maneira como a outra pessoa nos deseja compreende totalmente tudo o que estamos sentindo, mesmo que usemos uma linguagem muito abstrata ou ambígua para comunicá-lo.

      Portanto, precisamos relacionar tudo o que dizemos sobre nossos sentimentos com experiências da vida diária, especialmente se envolvem nosso parceiro.

      6. Não tenha medo de conflito de interesses

      Em um relacionamento, é normal ter interesses conflitantes. Isso é consequência da formação de um grupo (no caso, um muito pequeno, dois). Os indivíduos não deixam de existir formando pouco mais do que a soma de si mesmos, como é uma relação amorosa. Negar este tipo de tensão apenas fará a crônica de um problema o que pode trazer muitas surpresas e decepções desagradáveis.

      7. Evite a atitude competitiva

      Na hora de se comunicar melhor com o casal, o desafio é buscar uma união melhor e um consenso, não vencer. Por isso, observe como você participa do diálogo e, se você detectar que está em algum tipo de competição para ver quem fala mais ou quem liga mais, conserte isso. Deixar de fazer isso aumentará as chances de seu parceiro também adotar essa atitude de confronto.

      8. Aproveite para recapitular

      De vez em quando, quando perceber que ideias importantes surgiram na conversa, resuma o que foi dito por você e seu parceiro. Isso serve tanto para qualificar ideias quanto para introduzir um momento de “pausa” e descanso propício para acalme as coisas caso haja algum risco de raiva, nojo ou frustraçãoPorque nos incita a adotar uma perspectiva mais distante de nós mesmos.

      9. Evite cometer erros

      Erros são “armadilhas” argumentativas que costumam ser fáceis de identificar. Portanto, evite seu uso. Não só porque não acrescentam nada ou melhoram a qualidade do diálogo, mas porque eles podem ser considerados desrespeitosos, Uma perda de tempo em troca de tentar convencer o outro de forma suja. Tente excluir o valor da honestidade tanto ao apresentar suas idéias quanto ao falar sobre as idéias de seu parceiro.

        Deixe um comentário