Os 5 tipos de diversidade funcional (e seus distúrbios associados)

Pessoas com diversidade funcional são aquelas que sofrem de algum tipo de problema que dificulta o seu dia a dia.

Existem vários tipos de deficiência e o grau de envolvimento varia amplamente. Neste artigo iremos discutir os tipos de diversidade funcional, os graus em que ocorre e alguns distúrbios associados.


    O que é diversidade funcional?

    Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), o termo deficiência engloba as deficiências, limitações e restrições que uma pessoa pode sofrer.

    Porém, nos últimos anos, o termo diversidade funcional tem sido cada vez mais utilizado, sendo visto como sinônimo de deficiência, embora seja percebido como mais politicamente correto.

    Assim, em relação à definição da OMS, entende-se que diversidade funcional implica problemas que afetam a estrutura corporal, limitações na realização de ações diárias e dificuldade de manter as relações sociais com iguais.

    Antes de se concentrar mais profundamente nos diferentes tipos de diversidade funcional, é necessário abordar três conceitos que estão incluídos neste conceito:

    deficiência

    Perda de estrutura ou função, Mental ou físico.

    incapacidade

    Restrição ou ausência total de uma determinada atividade.

    incapacidade

    situação desvantajosa consequência de uma deficiência ou deficiência que afecta a vida quotidiana.

    Tipos de diversidade funcional

    Em geral, tem-se a ideia de que a deficiência é uma condição extremamente grave e permanente. Contudo, o grau em que uma pessoa sofre deste tipo de condição pode ser muito variado e pode até ser superado.

    Não apenas a cegueira ou problemas intelectuais, como a síndrome de Down, são exemplos de diversidade funcional. Braço partido, miopia ou problemas de coordenação, entre outras situações mais comuns, enquadram-se no conceito de diversidade funcional.

    Os diferentes tipos de diversidade funcional são detalhados a seguir, com alguns exemplos.

    1. Física ou motor

    A deficiência física envolve dificuldade em fazer movimentos, O que afeta a capacidade de mover, equilibrar, manipular objetos ou mesmo falar e respirar.

    As causas deste tipo de diversidade funcional podem ser variadas, pode haver problemas com a formação óssea, músculos, membros ou pode ser ter sofrido um acidente que alterou a integridade física.

    muito, uma das causas desse tipo de deficiência é ter problemas no córtex motor, Estrutura do cérebro responsável pelos movimentos.

    Para apoiar as pessoas com este tipo de deficiência, é importante detectar barreiras que possam existir no seu dia a dia, como escadas, elevadores inadequados para cadeiras de rodas ou locais de difícil acesso.

    Algumas condições sob as quais ocorre a diversidade do motor:

    • esclerose múltipla
    • lesão da medula espinal
    • Mal de Parkinson
    • espinha bífida
    • paralisia cerebral
    • Distonia muscular
    • Acondroplasia

    2. Visual

    Pode abranger tanto cegueira quanto problemas leves de visão. A cegueira implica que a pessoa não vê absolutamente nada ou, no máximo, pode perceber silhuetas de luz. A necessidade de usar óculos para enxergar é de certa forma, embora possa ser surpreendente, um tipo de deficiência que estaria sob o conceito de diversidade funcional visual.

    As causas mais comuns desse tipo de deficiência são geralmente catarata, problemas oculares facilmente corrigíveis, como miopia ou estrabismo, e inflamação ocular. Esses tipos de problemas geralmente aparecem com mais frequência após os 50 anos. O diabetes também pode causar certos tipos de cegueira.

    As medidas para ajudar as pessoas com deficiência visual são variadas. Em casos mais leves, medidas corretivas, como óculos, luzes especiais ou textos com fonte maior. A cirurgia ocular também pode ser usada.

    O sistema Braille tem sido muito útil para pessoas com cegueira total ou parcial, pois permite ler sem ter que ver. Assim, podem realizar tarefas comuns, como ler um livro, fazer uma lista de compras ou ter acesso a jornais.

      3. Audição

      O termo perda auditiva é muito genérico e é usado abrangendo todas as pessoas que sofreram de alguma forma de perda auditiva. Essa perda pode ser profunda, como o conceito geral de surdez ou cofose, ou leve, como a perda auditiva.

      A pessoa pode ter o problema de audição de uma forma (unilateral) ou de ambas (bilateral).

      O diagnóstico da deficiência auditiva é feito pela audiometria, Que é uma técnica que permite conhecer a acuidade auditiva de uma pessoa.

      As causas desse tipo de deficiência podem ser muito variadas, como rubéola materna, surdez hereditária.

      Se este tipo de problema é adquirido antes de aprender a língua pode ser um fator muito prejudicial para a pessoa adquirir essa habilidade oralmente.

      Pessoas com perda auditiva podem realizar suas tarefas diárias de forma satisfatória se estiverem satisfeitas com as medidas destinadas a tornar sua vida mais fácil. Alguns exemplos de coisas que tornam suas vidas mais fáceis são aparelhos auditivos, linguagem de sinais e recursos visuais.

      4. Intelectual e psíquico

      Aqui, fazemos uma distinção entre o que se entende por deficiência intelectual e o que é considerado psíquico.

      Diversidade funcional intelectual implica que a pessoa tem dificuldades cognitivas. Esse termo substituiu a expressão retardo mental. Isso envolve problemas de adaptação e dificuldades de aprendizagem. Pode coexistir com outros tipos de deficiência, pois muitos distúrbios em que existem problemas intelectuais também apresentam outro tipo de dificuldade.

      A deficiência intelectual pode levar a um desenvolvimento mais lento. As crianças podem demorar muito mais do que crianças da sua idade para falar, andar, aprender

      Os fatores na origem dos problemas intelectuais podem ser muito variados, problemas cromossômicos, desnutrição, traumatismo cranioencefálico.

      Aqui estão alguns exemplos de condições em que existe diversidade funcional intelectual:

      • Síndrome de Down
      • Síndrome alcoólica fetal
      • Síndrome do X Frágil

      • Síndrome de klinefelter

      Em termos de diversidade psíquica, refere-se a dificuldades em áreas como comunicação ou interações sociais.. Ela difere da diversidade de tipo intelectual principalmente porque a inteligência não é afetada. Isso afeta o comportamento adaptativo. Alguns exemplos de problemas envolvendo este tipo de diversidade são transtornos psicológicos como esquizofrenia, transtorno bipolar …

      5. Multissensorial

      Existem pessoas que sofrem de problemas de audição e visão. Esse grupo é chamado de surdocega, mas deve-se observar que eles não têm necessariamente nenhuma falta completa de ambos os sentidos.

      Este tipo de problema pode ocorrer desde o nascimentoOu seja, a surdocegueira congênita, podendo ser adquirida nos primeiros anos de desenvolvimento, sendo denominada surdocegueira adquirida.

      Nos casos mais graves, as pessoas com esse tipo de deficiência têm sérios problemas de interação com o mundo exterior, pois não ver ou ouvir significa que as duas principais vias de obtenção de informações do mundo exterior estão fechadas.

      A síndrome mais conhecida neste tipo de diversidade funcional é Usher. É caracterizada pelo fato de a criança nascer com problemas auditivos e, ao chegar à adolescência, perder a visão.

      Referências bibliográfico:

      • Marchesi, A., Coll, C. e Palacios, J. (2004). Desenvolvimento psicológico e educação: 3. Deficiências de desenvolvimento e necessidades educacionais especiais. Madrid: aliança editorial.
      • Smith, RJH, Berlin CI, Hejtmancik, JF, Keats, BJB, Kimberling, WJR, Lewis A., Möller CG, Pelias MZ, Tranebjærǵ, L. (1994). Diagnóstico clínico das síndromes de Usher. American Journal of Medical Genetics, 50 (1), 32-38.

      Deixe um comentário