Brometo de Pinaverio: O que é este medicamento e para que se destina?

A síndrome do intestino irritável e a colite são dois problemas gastrointestinais que podem se tornar muito incômodos. Às vezes, sua gravidade pode chegar a tal ponto que há um impacto significativo na vida de quem sofre com isso.

Entre os sintomas mais graves dessas doenças estão a anemia e a desidratação, que podem ter consequências duradouras para a saúde.


Felizmente, medicamentos foram criados para tratar esses problemas, e um deles é o que dá o nome a este artigo: brometo de pinheiro. Vamos ver o que é esse medicamento, quais são seus usos, efeitos colaterais e precauções.

    O que é o brometo de abacaxi e para que é usado?

    Brometo de pinaverio é um medicamento espasmolítico usado para tratar problemas digestivos e recebe vários nomes comerciais: Dicetel, Verupinol, Zerpyco, Eldicet, Briomon e Blocafer. Nas farmácias, é encontrado na forma de tabelas de 50 mg e 100 mg.

    É usado no tratamento sintomático da dor, distúrbios do movimento intestinal e problemas como a síndrome do intestino irritável e colite espástica. Também é usado como tratamento para problemas das vias biliares, como discinesia biliar. Outro de seus usos é a preparação do enema opaco.

    Menção especial é seu uso para colite. Nessa condição médica, o cólon, o intestino grosso e o reto ficam inflamados, causando vários problemas digestivos, como diarreia e prisão de ventre. Além disso, as lesões podem ocorrer dentro do cólon e fazer com que as fezes acompanhem o sangue. A colite envolve outros sintomas como cólicas e dores abdominais, febre, excesso de gases, perda de peso, desidratação, anemia, inflamação e dores nas articulações, feridas na boca, náuseas, úlceras na pele, falta de apetite e fadiga geral.

    O aparecimento da colite se deve a diversos fatores, mas na maioria dos casos existe algum componente genético associado ao fato de ter sofrido situações estressantes nas últimas semanas. Além disso, não manter bons hábitos alimentares e estar exposto à poluição ambiental contribui para esta doença.

    Para prevenir esse distúrbio digestivo, é aconselhável consumir alimentos ricos em fibras e estar atento à mastigação, reduzir a ingestão de álcool e evitar fumar, além de praticar exercícios físicos com frequência.

    Como funciona este medicamento?

    O brometo de pinavério é um medicamento cuja ação influencia os movimentos espasmódicos do intestino. Este medicamento é distribuído através do revestimento digestivo atingindo a musculatura lisa, reduzindo a duração e a intensidade dos movimentos do cólon durante as cólicas. Este medicamento pode tratar a colite e os sintomas do intestino irritável por meio dessa ação.

    Graças a isso, ajuda a acalmar sintomas como diarreia, dor abdominal, gases e prisão de ventre. Também diminui a duração do trânsito intestinal e ajuda a evacuar as fezes durante episódios de constipação.

    O uso do brometo de pinaverio relaxa o trato gastrointestinal, principalmente o cólon, melhorando a qualidade de vida dos pacientes com distúrbios digestivos.

      Uso em tratamento

      O tratamento deve ser sempre indicado pelo médico e consiste na ingestão de três comprimidos de brometo de ananás de 50 mg com um copo de água e sempre com alimentos. A dose diária máxima recomendada é de 300 mg e o período durante o qual o medicamento deve ser consumido varia dependendo da condição para a qual foi prescrito.

      O consumo desse medicamento deve ser feito durante o dia, pois se for feito à noite ou antes do alongamento, pode haver problemas de contato com as paredes do esôfago e estômago, o que pode ser irritante.

      Efeitos colaterais

      Os efeitos colaterais deste medicamento podem ser variados e não precisam acontecer em todas as pessoas ou da mesma forma. O número total de casos em que ocorreu esse tipo de reação não chega a 1%, além do fato de que em muitos casos são por overdose e referem-se às orientações fornecidas ao tomar o medicamento.

      Esses efeitos colaterais incluem: dor de estômago, prisão de ventre, diarreia, boca seca, dor de cabeça, suor no pescoço e no rosto, dor abdominal, Dificuldades respiratórias e reações alérgicas ao composto.

      Nestes casos, o tratamento com brometo de abacaxi deve ser interrompido e outras opções de tratamento para a condição para a qual o medicamento foi prescrito devem ser observadas. Diante de tais situações o profissional de saúde deve ser melhor orientado quem indicou o consumo dessa droga.

      Contra-indicações e precauções

      Recomenda-se seguir as orientações do médico, como o brometo de pinaverio tem propriedades irritantes no esôfago. É muito importante não mastigar, chupar ou esmagar os comprimidos. Deve-se ter cuidado se algum tipo de problema já ocorreu no esôfago antes.

      As principais precauções em relação ao brometo de abacaxi são as seguintes.

      Gravidez e amamentação

      Não recomendado para gravidez ou amamentação. Se está grávida ou pensa que pode estar grávida, deve consultar um médico para avaliar a situação e se deve ou não retirar o medicamento.

      Crianças e adolescentes

      Não há pesquisas clínicas suficientes em crianças e adolescentes para determinar se a administração desse medicamento é adequada ou não para essas faixas etárias. Sua segurança e eficácia no uso pediátrico não puderam ser verificadas.

      Por enquanto, o que é feito é quando se considera que não existe outra opção melhor ou mais segura, e ainda sob indicação médica.

      Combinado com anticolinérgicos

      Aconselha-se cautela se você tomar este tipo de medicamento, por causa disso também eles influenciam espasmos intestinais e dutos biliares.

      O consumo combinado de brometo de abacaxi e anticolinérgicos pode resultar em um efeito potencializado no trato digestivo.

      Problemas de coração, fígado e rins

      O profissional deve ser consultado, embora em caso de problemas hepáticos não seja recomendado devido ao envolvimento do brometo de pinavério nas vias biliares.

      Intolerância a lactose

      A apresentação do brometo de pinheiro pode ser acompanhada por outras substâncias para dar consistência e facilitar a digestão do comprimido.

      Pessoas com intolerância à lactose devem certifique-se de que a mistura de brometo de abacaxi que estão consumindo não contém lactose entre os ingredientes da prateleira.

      Problemas no esôfago

      Em caso de irritação na garganta, recomenda-se tomar os comprimidos com bastante água para facilitar sua passagem pelo esôfago e evitar maiores danos à garganta. Também é recomendável fazer isso com alimentos para evitar o contato direto com o pescoço.

      Referências bibliográficas:

      • Christen, MO (1990). Ação do brometo de pinho, um antagonista do cálcio, nos distúrbios da motilidade gastrointestinal. 21 (6): páginas 821-825.
      • Rodemann, JF, Dubberke, ER, Reske, KA et al. (2007). Incidência de infecção por Clostridium difficile na doença inflamatória intestinal. Clin Gastroenterol Hepatol; 5: 339.

      Deixe um comentário