Quem é o pai da psicologia?

Embora Wilhelm Wundt seja reconhecido como o pai da psicologia, outros autores se destacaram e são considerados os pais de outras correntes psicológicas. Como Sigmund Freud da psicanálise, John Watson do behaviorismo, Ulric Neisser do cognitivismo ou o casamento Perls da psicologia da Gestalt.

Neste artigo vamos falar sobre quem foi o pai da psicologia e quais foram suas contribuições nesta área. Por fim, citaremos algumas correntes psicológicas e o principal representante de cada uma delas.


    Quem realmente se considera o pai da psicologia?

    Embora tenha havido figuras notáveis ​​ao longo da história da psicologia, autores de grande importância e que são conhecidos não só dentro do campo da psicologia, mas também fora dele, como seria o caso de Sigmund Freud, que recebeu o título de pai da psicologia é O psicólogo alemão Wilhelm Wundt.

    A consideração de Wundt como o pai da psicologia deveu-se ao fato de ter sido o primeiro a separar a psicologia da filosofia, tendo a psicologia sido apresentada anteriormente como parte desse campo de conhecimento. Um fato pertinente que se destacou na carreira de Wundt foi o desenvolvimento do primeiro laboratório de psicologia experimentalna Universidade de Leipzig, em 1879, sendo assim considerado o início da psicologia moderna.

      Quem foi Wilhelm Wundt?

      Quando criança, Wilhelm Wundt não se distinguia por seu desempenho acadêmico, mas essa avaliação mudaria quando ele iniciasse seus estudos universitários, pois conseguiu obter seu diploma de médico, sendo o melhor de seu curso. No campo da medicina, interessou-se particularmente pela fisiologia, que estuda as funções físicas e químicas do corpo. Ele se vinculou e trabalhou com importantes médicos especializados em fisiologia como Johannes Müller e mais tarde com Hermann von Helmhotz.

      Wundt foi assistente de Helmholtz na Universidade de Heidelberg, embora sua experiência não fosse muito boa e ele acabou deixando o emprego e começou seus estudos em filosofia na Universidade de Leipzig, tornando-se mais tarde professor de psicologia na Universidade. Como mencionado anteriormente, Wundt se interessava pela fisiologia, demonstrando grande interesse pelo estudo e conhecimento científico, ou seja, tudo o que pudesse ser conhecido pelo método experimental. Ele também se interessa pelas ciências sociais. Desta forma, o tipo de psicologia que ele propôs tentou combinar as ciências sociais e as ciências físicas.

      Dessa forma, Wundt iniciaria seu trabalho como professor e professor de filosofia, mas sempre mostrando um aspecto mais experimental e científico. Foi em 1879 que o primeiro laboratório de psicologia foi fundado na Universidade de Leipzig, onde Wundt lecionava. Essa união proposta pelo autor entre a Física e a Psicologia se reflete em sua obra intitulada “Princípios da psicologia fisiológica”, que apontava para o surgimento de uma nova ciência. Wundt é, portanto, considerado o pai da psicologia moderna, entre outras coisas porque ele desenvolveu o primeiro sistema científico e psicológico.

      O autor propõe o estudo da experiência imediata dos processos conscientes, utilizando tanto os instrumentos do campo experimental quanto o conhecimento psicológico para descrever os processos imediatos. Também estudou sensações e sentimentos, levando em consideração medidas objetivas como o tempo de reação do sujeito.

        O movimento estruturalista

        Junto com Edward Titchener, Wundt foi um proeminente autor do estruturalismo psicológico.. Essa corrente busca descrever as estruturas mentais a partir da descrição dos processos do psiquismo. Dessa forma, Wundt procurou estudar, conhecer cientificamente a consciência usando o modelo da química, ou seja, buscar os elementos que faziam parte dela. Da mesma forma que a tabela periódica dos elementos químicos foi levantada, o autor procurou descobrir os elementos que compunham a mente das pessoas.

        Para conhecer os elementos que faziam parte da psique, Wundt utilizou a técnica de introspecção experimental ou auto-observação, que consiste em fazer o paciente refletir sobre seus próprios processos de pensamento. Essa estratégia foi realizada sob rigoroso controle, treinando previamente o sujeito e controlando as diferentes variáveis ​​que poderiam influenciar, para que o resultado seja o mais objetivo possível.

        Então essa corrente propõe estudar a estrutura elementar do processo de consciência para finalmente descobrir seus últimos elementos, que são sensações, imagens e sentimentos. Eles também tentarão estabelecer leis de combinação entre os elementos simples, os últimos elementos, para obter os fenômenos complexos do espírito.

          A influência de Wundt hoje

          Como já vimos, uma das contribuições mais importantes que Wundt deu ao campo da psicologia foi a inauguração do primeiro laboratório de psicologia experimental, sustentando uma psicologia mais científica e objetiva e assumindo assim o início da psicologia moderna, desvinculada da filosofia. .. e definindo-se como um ramo da ciência.

          Apesar da grande mudança que Wundt fez nesse campo, sendo considerado o pai da psicologia, atualmente os métodos e técnicas que ele propôs não são os mais utilizadosdesde a introspecção, principal técnica que utilizou, embora tente ser o mais objetivo possível controlando as diferentes variáveis, continua sendo uma estratégia subjetiva do próprio sujeito, sendo difícil avaliar cientificamente sua eficácia.

          Outros autores relevantes em psicologia

          Como vimos, o autor considerado o pai da psicologia é Wilhelm Wundt. Ainda assim, podemos dividir a psicologia em diferentes escolas ou correntes, destacando em cada uma delas diferentes autores. Por isso, citaremos a seguir alguns dos psicólogos mais conhecidos em cada campo, que também são de grande importância na história da psicologia.

          1. Psicologia Evolutiva

          A psicologia evolutiva é o ramo da psicologia responsável por estudar o desenvolvimento do ser humano, desde o nascimento, passando por todas as fases do seu ciclo de vida. O estudo que oferece este campo da psicologia É importante conhecer a evolução esperada das pessoas para saber se é necessário intervir para evitar alterações mais sérias no futuro.

          O psicólogo Jean Piaget é considerado o pai desse ramo da psicologia, pois foi o primeiro a fazer um estudo abrangente do desenvolvimento psicológico das pessoas ao longo de sua vida.

          Piaget tentou descrever o desenvolvimento humano a partir de dois conceitos: funções cognitivas e estruturas.. As funções são processos biológicos inatos e invariáveis; em vez disso, as estruturas são variáveis ​​e podem ser alteradas. A estrutura mais característica proposta pelo autor são os diagramas

          2. Psicanálise

          A psicanálise é a corrente psicológica que apresenta como objeto de estudo o inconsciente, informação que o sujeito pode não conhecer, ou que é difícil, mas que é fundamental para a explicação de seu comportamento. Eles também atribuem particular importância ao estudo do passado do sujeito, sua infância e quaisquer eventos traumáticos que ele tenha vivenciado. Embora ainda em vigor hoje, essa corrente se destaca pela falta de base empírica e pela dificuldade de verificar a eficácia de suas técnicas.

          O pai da psicanálise é Sigmund Freud, que propôs os chamados conceitos: o inconsciente, já citado; o id, o ego e o superego; libido; fases ou impulsos psicossexuais.

          3. Psicologia Comportamental

          A psicologia comportamental estuda o comportamento humano observável. Desta forma, as medidas que utiliza são objetivas, ou seja, interessa-se apenas por variáveis ​​externas ao sujeito, que podemos observar de fora, evitando assim a valorização subjetiva do próprio indivíduo ou dos profissionais que medem a comportamentoou em qualquer caso não considerá-lo como um reflexo preciso dos verdadeiros processos psicológicos.

          Um dos psicólogos mais importantes dessa corrente psicológica é John Broadus Watson, conhecido pelo controverso experimento “Albert boy”, onde testou a possibilidade de estabelecer intencionalmente uma fobia.

          4. Psicologia Cognitiva

          A psicologia cognitiva é o oposto do behaviorismo, uma vez que ele está interessado em conhecer os processos mentais das pessoas, como eles percebem a informação de fora, interpretam, transformam, armazenam e recuperam. Ulric Neisser é considerado o pai da psicologia cognitiva.

          Atualmente, uma das correntes mais utilizadas e que tem se mostrado a mais eficaz na intervenção em diversas patologias é a terapia cognitivo-comportamental, que utiliza técnicas de ambas as escolas.

          5. Psicologia da Gestalt

          A psicologia da Gestalt dá mais importância ao todo do que à soma das coisas. Também destaca a relevância do “aqui e agora”. Os fundadores dessa corrente psicológica foram o casal Perls, Laura e Fritz Perls.

          Referências bibliográficas

          • Muñoz, JJ., Higueras, B., Bezos, L., Pérez, A., Larrosa, Á. e Rodrigo, I (2018) Manual de Preparação do CEDE PIR. Psicologia básica. CEDE: 5ª Edição.
          • Quiñones, E. e Ato, M. (1981) Wundt e psicologia cognitiva. Anais da Universidade de Múrcia.
          • Wundt, W. (2000) Elementos de Psicologia Fisiológica. O seminário.

          Deixe um comentário