Compreendendo a crise pessoal: “Quem sou eu?

Ocorrem crises pessoais quando experimentamos uma mudança em nossa vida e é difícil para nós nos adaptarmos. Uma época em que a realidade se choca fortemente com as expectativas que colocamos em nós mesmos e com o que esperávamos que nossa vida fosse.

Sentimos que não temos as ferramentas necessárias que nos permitem integrar numa nova realidade. Esse sentimento de vazio e insegurança nos leva a fazer perguntas como:


  • “Eu posso?
  • “É isso que eu quero?”
  • “O que me faz feliz?”
  • “O que eu preciso?”
  • “Quem ou como eu sou? »

Características da crise pessoal

Na maioria dos casos, quando se trata de uma crise pessoal, as respostas que damos a nós mesmos são vagas e isso gera insegurança. Um sentimento de perda, perplexidade, que nos faz sentir deslocados e desorientados.

Abre-se um palco onde tudo gera dúvida, incerteza e não nos sentimos seguros diante das surpresas que a vida nos lança. As crises pessoais ocorrem como resultado de muitas situações (acontecimentos acidentais, problemas de saúde, relacionamentos sociais ou familiares, problemas financeiros ou românticos).

Para te ajudar a entender o que pode te levar a uma crise pessoal, vou explicar dois dos principais medos que surgem com frequência e que nos levam a isso:

Medo de abandono/rejeição

Se em sua vida você experimentou abandono ou rejeição (por seus pais, seus amigos ou referências importantes para você), é provável que você desenvolva esse tipo de medo. Para evitar enfrentá-lo, acabamos nos transformando em camaleões, ou seja, mostrando o que sabemos recebe a aprovação dos outros.

Isso nos leva, ao longo do tempo, a perder nosso selo de identidade“Eu sou quem eu quero ser, ou como os outros esperam que eu seja?”. Esta é uma das primeiras perguntas que nos fazemos, cuja resposta, muitas vezes, nos leva a este tipo de crise.

    medo de falhar

    “O triunfo do verdadeiro homem renasce das cinzas do erro.” Esta citação de Pablo Neruda nos convida a refletir sobre nossa concepção de fracasso. Para muitas pessoas, o fracasso vem com “não consigo”; “Não sou bom nisso”, “nunca vou conseguir” e uma longa etcétera que só distorce a realidade.

    Temos que trabalhar esse conceito e entender que errar é aprender, e o aprendizado evolui. Uma crise pessoal pode surgir se você não seguir em frente com sua vida por medo de cometer um erro e reafirmar que não está pronto para liderar a mudança.

    No entanto, devemos entender uma crise pessoal como parte de nossa evolução. Permite-nos adaptar às diferentes fases da nossa vida, ajuda-nos a parar o tempo e a repensar as nossas prioridades e as nossas necessidades. Também nos permite analisar para onde queremos levar nossa vida e quais são os objetivos que queremos alcançar, bem como os limites que nos permitirão ter controle sobre nossa felicidade e bem-estar.

      O que fazer

      Quando você sentir que pode estar passando por uma crise pessoal, isso o ajudará a manter os seguintes aspectos em mente:

      1. Priorize

      Tire um tempo para você, você precisa se encontrar, conecte-se com você para que você possa projetar para o mundo quem e como você era. Encontre um momento todos os dias em que você possa relaxar e se concentrar em si mesmo.

      2. Compartilhe como você se sente

      Às vezes encontramos algum alívio ao compartilhar nossas preocupações com pessoas que nos conhecem muito bem. Talvez eles nosso pueden ayudar para percorrer nossa trajetória de vida e nos lembrar do que nos caracteriza e nos define.

      • Artigo relacionado: “A importância de expressar suas emoções, em 7 chaves”

      3. Leia algo sobre isso

      Existem muitos livros de autoajuda que podem te convidar a se fazer as perguntas certas e te acompanhar nesse processo, onde você pode se sentir identificado, e aprender quais são as principais ferramentas que podem te ajudar a reorientar sua vida.

      4. Trabalhe sua autoestima

      Faça uma lista de todos os sucessos que você alcançou ao longo de sua vida, desde pequenas conquistas que podem parecer insignificantes para você, até aquelas pelas quais você lutou com muito esforço. Então, em cada uma delas, liste as qualidades que você possui e que permitiram que você conseguisse isso (disciplina, consistência, inteligência, habilidade, carisma, etc.). Assim, você aprenderá um pouco mais sobre si mesmo.

      5. Encontre um profissional de psicologia

      Somos especialistas em saúde mental e psicólogos podem ajudá-lo a encontrar as respostas certas para vocêacompanhá-lo nesta jornada de auto-descoberta.

      Deixe um comentário