Pessoas reflexivas: suas 9 características típicas

Pessoas atenciosas têm traços de personalidade comuns, que os diferenciam dos demais na forma como lidam com as situações cotidianas.

Neste artigo, veremos o que significa ser uma pessoa atenciosa e analisaremos as características que os diferenciam dos outros em sua perspectiva e estilo de vida.


    Como é uma pessoa atenciosa?

    O que define principalmente as pessoas atenciosas é a maneira como avaliam as situações. A reflexão é um processo de pensamento que deve levar em consideração todas as circunstâncias conhecidas sobre a questão em questão; não apenas o que é óbvio, mas também o que muitas vezes escapa ao olho humano.

    Os detalhes são muito importantes para podermos proceder à reflexão, seja uma avaliação de si mesmo, dos outros ou do mundo que nos rodeia. Uma pessoa atenciosa é capaz de considerar os detalhes antes de julgar uma situação particular, assimilando mais nuances na percepção do que se tem dela.

    Por outro lado, cuidar das pessoas eles geralmente não agem nas primeiras impressõesAo contrário, eles demoram para pensar o mais objetivamente possível sobre o evento que requer sua reflexão.

    Pessoas com essa característica não gostam de pensar em voz alta sobre assuntos com os quais não estão familiarizados porque não pensaram sobre isso o suficiente para fornecer pontos de vista coesos ou informados.

    Características deste tipo de pessoas

    Veremos agora uma lista de características, que detalhará as mais relevantes para as pessoas com tendência reflexiva.

    1. Capacidade analítica

    A principal característica das pessoas atenciosas é suas habilidades analíticas, Normalmente bastante afiado.

    São tópicos em que é fácil interpretar as situações em profundidade para chegar a uma conclusão mais clara.

    2. Escuta ativa

    Uma pessoa atenciosa também é aquela que pode ouvir ativamente, Uma vez que ele está ciente de que, pela fala de outros, se obtém informações valiosas a partir das quais uma análise pode ser feita.

    A escuta ativa consiste em compreender a mensagem que a outra pessoa quer nos transmitir, sem deixar que as emoções do momento influenciem de forma alguma o que o locutor deseja transmitir com suas palavras e, ao mesmo tempo, ser incentivado a fornecer mais detalhes, enviar sinais com cuidado.

      3. Capacidade de observar

      Para poder refletir de forma mais objetiva sobre qualquer acontecimento, é útil praticar o bom uso de todos os sentidos do nosso corpo. Além de ouvir, a observação também é decisiva para chegar a uma boa conclusão final.

      Não é a mesma coisa ver e observar. Quando vemos algo, é porque o estímulo visual entrou em contato com nosso campo de visibilidade; a observação vai além, envolve o detalhamento de aspectos do objeto e a obtenção de conclusões, que podem ser decisivas para uma análise oportuna.

      4. Eles são pacientes

      Como vimos acima, pessoas atenciosas são pacientes e eles sabem que agir impulsivamente seria contraproducente para seus interesses.

      Normalmente, as pessoas atenciosas não agem nos estágios iniciais da mudança, mas reservam um tempo para obter o máximo de informações possível sobre o tópico que possibilita uma reflexão ou análise significativa.

      5. Gerenciar emoções

      Uma pessoa atenciosa controla bem suas emoções porque é capaz de pensar a respeito. Torna você ciente de seus limites e também saber como é bom desviar-se para não envolver a emocionalidade com os aspectos formais do objeto de reflexão.

      6. Avalie os prós e os contras

      Para uma boa reflexão, é importante saber distinguir os prós e os contras das situações que ocupam a nossa análise. Isso nos ajudará a ter uma perspectiva melhor sobre os prós ou contras do tópico em que estamos pensando e nos ajudará a chegar a uma conclusão melhor.

      7. Capacidade de planejamento

      Para uma reflexão bem-sucedida, você deve ser capaz de planejar em torno dessa reflexão, tendo em mente que é um processo estruturado, Onde cada detalhe conta.

      Pessoas atenciosas planejam com base nas informações de que dispõem para ver como podem moldar seu pensamento ou se há necessidade de obter novas informações sobre o tópico de análise.

      8. Introversão

      O sujeito analítico geralmente é uma pessoa com tendência à introvertido, o que significa que na maioria das vezes ele se encontra focado em seus próprios pensamentos, Dê forma a eles.

      9. internalizar a aprendizagem

      Quando traços de personalidade bem pensados ​​são apresentados, as experiências que normalmente ocorrem são internalizadas de maneira bastante significativa, proporcionando um aprendizado apropriado do evento pelo qual estamos passando.

      Referências bibliográficas:

      • Danziger, K. (1980). “A história do exame de consciência foi reconsiderada.” Jornal da História das Ciências do Comportamento. 16 (3): 241-262.
      • Perner, J. et al (2007). “Introspecção e lembrança”. Síntese. Springer.

      Deixe um comentário