Os 15 tipos de patrões: com qual você divide o escritório?

De muitas maneiras, a produtividade de uma empresa e a facilidade com que você trabalha no escritório é determinado pelo tipo de cabeça que existe e como se relaciona com o resto dos trabalhadores.

Na verdade, quando há muita competição, a importância dos chefes é ainda maior, pois pequenas diferenças em suas personalidades, habilidades e motivações têm um grande impacto em todos os que estão sob sua responsabilidade.


    Os principais tipos de líderes em uma organização

    Conheça os diferentes tipos de cabeças que eles possam existir em uma organização é muito interessante se você quiser conhecer bem o ambiente organizacional e como ele pode ser melhorado. Foi exatamente isso que motivou a especialista em recursos humanos Heather R. Huhman a estabelecer um ranking com diferentes categorias de acordo com os tipos de líderes empresariais. Eles são os seguintes.

    1. O megalomaníaco

    O estilo de liderança desse tipo de líder é marcado pelo desejo de acumule mais e mais poder e mostre-o. Em outras palavras, esse líder é caracterizado pelo objetivo de manter ou aumentar sua autoridade, e não seu trabalho em si. A única coisa que lhe interessa é sua posição, uma placa na porta de seu escritório onde todos podem ler o caminho que percorreram.

    2. O trabalhador

    Uma pessoa caracterizada pelo fato de que ele transformou seu trabalho e sua vida. O chefe viciado em trabalho passa muito mais tempo no escritório do que o previsto e pode continuar a tentar ser produtivo em casa. Cada vez que vê um momento, ele se conecta a um computador e continua a fazer planos e estratégias, mesmo que seja ruim para sua saúde.

    Esses tipos de cabeças geralmente andam de mãos dadas com problemas de ansiedade, já que esse nível de pressão e esforço não pode ser mantido sem causar desgaste.

    3. O amigo

    Esses tipos de chefes são facilmente reconhecidos porque esses líderes eles tentam misturar trabalho com relacionamentos informaisCorrespondência de profissionalismo e clima de camaradagem. Pode parecer bom, mas tem seu corte duplo; pessoas que, por causa de seus hobbies ou personalidade, não cabem em suas cabeças, podem ser deslocadas mesmo que trabalhem muito bem tecnicamente.

    4. O novato

    Como o nome sugere, esta classe de líderes eles se distinguem por sua inexperiênciaPelo menos no tipo de negócio em que estão gastando suas horas naquele horário. Isso pode tornar a comunicação com eles menos fluida ou seu orçamento pode enganá-los. Eles geralmente precisam de supervisão.

    5. O perfeccionista

    Esses líderes estão envolvidos em todos os processos pelos quais são responsáveis para controlar até o menor detalhe. Isso pode levar a exaustão dos subordinados ou até mesmo causar conflitos com outros líderes de seção. É por isso que é necessário especificar muito bem onde começam e terminam suas funções.

    6. A andorinha

    Esse perfil profissional é semelhante ao anterior, pois são chefes que monitoram constantemente os detalhes do que está sendo feito. Porém, neste caso, não há um propósito claro por trás das críticas e demandas para melhorar o trabalho que está sendo realizado; é simplesmente uma forma de justificar seu salário e posição.

    7. O ideal

    Esta categoria inclui todos os líderes que mostram um equilíbrio entre autoridade, habilidades de comunicação e conhecimento na sua organização e no trabalho com o pessoal pelo qual são responsáveis.

    8. O ausente

    Tipo de estilo de liderança de chefe é baseado no “deixe-o ir”. Quase sempre ele está em uma reunião, trancado em seu escritório ou trabalhando em casa, o que não incentiva a comunicação com as pessoas sob seus cuidados. No entanto, mais autônomos podem vir a apreciar essa atitude.

    9. A dos brônquios

    A principal característica dessas cabeças é algo muito específico: chamadas para criticar o trabalho da equipe. Isso torna muito desagradável sair de scripts estabelecidos sobre o que cada um deve fazer; entretanto, esses acessos de raiva não são pessoais, mas o resultado de frustração e estresse.

    10. Aquele que busca intimidar

    A diferença entre esse tipo de patrão e o anterior é que nesse caso se trata de assustar os trabalhadores, conflito é removido da equipe. Essa prática pode se tornar reportável e, em qualquer caso, o efeito negativo que isso tem sobre a organização faz com que em muitas ocasiões essa classe alta seja demitida.

    11. O curador

    Perfil típico de gestores que passam muito tempo em uma empresa. Estas são cabeças que eles resistem a inovações e mudanças, E acreditam que, por padrão, o que funciona é o que sempre foi feito. Isso pode bloquear muitas chances de progresso dentro de uma empresa.

    12. O idiota

    Uma espécie de cabeça que ele parece querer sabotar a organização de dentro. Ele ignora as necessidades e objetivos dos outros e toma decisões arbitrárias o tempo todo. A situação só pode melhorar quando essas pessoas são removidas de seus postos.

    13. O excêntrico

    Uma categoria que inclui todos os líderes em decisões e estratégias eles são fortemente marcados por sua personalidade e sua concepção da realidade, Mais do que pelas necessidades reais e consensuais que marcam a agenda da empresa. Eles tendem a pensar devagar e, em alguns casos, podem aceitar sugestões, mas às vezes são muito teimosos para “sua visão”.

    14. Pelotas

    Esses chefes apenas tentam não interferir no trabalho dos outros, e eles evitam entrar em conflito com ninguém, Como eles são inseguros. Isso pode causar o aparecimento de pouca disciplina e diminuir o nível de produtividade.

      15. O introvertido

      O maior ponto forte dessa classe de chefs está em suas habilidades e conhecimentos técnicos. Contudo, sua falta de autoconfiança e habilidades sociais eles os levam a se comunicarem pouco com os outros, o que pode levar a erros e bloqueios.

      Deixe um comentário