Motivação da equipe: o que é e como incentivá-lo

Vivemos em uma era de competitividade e ter a equipe humana mais motivada possível é essencial para a maioria das empresas.

No entanto, nem sempre é fácil obter esse efeito. Para nos aprofundarmos neste problema, examinaremos algumas das chaves mais importantes que elevam a motivação da equipe e assim facilitar o alcance dos objetivos traçados.


    O que é motivação da equipe e por que é fundamental

    Nos dias que tivemos de viver, os mercados dominaram tudo, por isso é fundamental que cada empresa procure se diferenciar das demais, e isso nunca seria alcançado sem uma forte equipe humana por trás para que isso acontecesse. trabalhe da maneira mais eficiente possível, para que seja, em última instância, o seu produto ou serviço que cative o consumidor antes das demais opções. Mas para que aconteça, os trabalhadores devem estar engajados na organização, E isso é conseguido através da motivação da equipe.

    Uma equipe desmotivada não fará tudo o que pode e, portanto, desperdiçaremos um potencial muito valioso, pois os membros de nosso departamento fornecerão uma versão de si mesmos que certamente não é a melhor, a mais criativa ou a mais eficaz, porque um A pessoa motivada envolvida em um projeto passa por uma transformação e gera um trabalho de qualidade difícil de realizar de outra forma, daí a extraordinária importância da motivação da equipe.

    A motivação é o que dá às pessoas a energia para progredir no sentido de alcançar um objetivo., Não só no local de trabalho, mas em qualquer plano da vida humana. A motivação da equipa seria, portanto, a chave para que todos os membros do nosso grupo de trabalho executassem as condutas que procuramos, sem poupar esforços, facilitando assim o cumprimento de todos os objectivos que foram estabelecidos para a concretização do tarefa. projeto de forma satisfatória.

    Os segredos para aumentar a motivação da equipe

    Já sabemos da importância de motivar a equipa certa, mas o mais importante permanece: quais são as chaves para o conseguir.

    A primeira coisa a ter em mente é que eO processo motivacional não pode ser totalmente extrapolado de uma pessoa para outraComo cada indivíduo será mais motivado por certos reforços do que por outros. O certo é que podem ser estabelecidas diretrizes gerais, as quais descreveremos a seguir, para poder traçar um plano de motivação eficaz.

    1. Salário

    Obviamente, o principal fator que entra em jogo para motivar as equipes é o salário. E é isso compensação financeira (às vezes suportada por suplementos em espécie) é essencial para iniciar e manter uma relação de trabalho. O salário deve atingir um patamar mínimo para quem o recebe, para que os demais fatores cumpram sua função motivadora, pois se não se cobre suas necessidades mais básicas dificilmente se pode esperar que o trabalhador se comprometa.

    No entanto, o salário tem um limite no seu efeito motivador. Depois de um número (que é diferente para cada pessoa), a motivação para de aumentar graças a esse fator, e só podemos alcançar a maximização em combinação com outros fatores.

    Em suma, o salário é um motivador básico, e sem ele os outros critérios não funcionam, mas depois de um limite, apenas os restantes continuam a ter efeito. É importante ter em conta este mecanismo se pretendemos obter os melhores resultados na motivação da nossa equipa.

    2. Crescimento

    Outro fator motivador em uma profissão são expectativas de crescimento, o conhecimento de que dentro da empresa uma carreira pode ser feita o que vai levar a uma série de promoções, melhorias nas condições, aumento de responsabilidades e até gestão de equipes de cada vez mais pessoas.

    Esse crescimento profissional envolve também o crescimento pessoal, que ajuda o indivíduo a atingir o pico das necessidades de acordo com a pirâmide de Maslow, que nada mais é do que a autorrealização.

    3. Dinamismo

    Na maioria dos casos, o trabalho mecânico, repetitivo e monótono sobrecarrega rapidamente o trabalhador. e fazer com que percam a motivação para a tarefa. Por isso é importante introduzir um pouco de dinamismo, na medida do possível, porque nem todos os trabalhos permitem o mesmo grau de mudança de procedimentos. As modificações e variedade irão manter a equipe ativa e mais motivada.

    É claro que as mudanças devem ser moderadas e sempre com uma correspondência às aptidões e capacidades do trabalhador, pois uma mudança radical e confiar tarefas que nada têm a ver com o seu lugar habitual pode levar à frustração e, portanto, ao efeito contrário do que nós estão procurando com este mecanismo.

    4. Ambiente de trabalho

    Da mesma forma, será crucial ter um bom ambiente de trabalho se quisermos ter sucesso em nosso programa de motivação de equipe.

    Lembre-se de que o trabalhador passará a maior parte do dia no local de trabalho interagindo com os colegas de trabalho. Portanto, é fundamental que haja um clima de trabalho, senão bom, pelo menos neutro, pois se as interações negativas entre os trabalhadores fossem comuns no dia a dia, a motivação cairia consideravelmente, é claro.

      5. Comunicação eficaz

      Outro fator necessário para desenvolver a motivação da equipe é a comunicação eficaz, em todos os níveis. Que significa deve haver meios de comunicação claros e bem conhecidos para todas as partes interessadas, Para que as mensagens cheguem e recebam uma resposta suave, seja entre colegas de projeto, entre subordinados e gerentes e vice-versa. Se um trabalhador tentar passar uma mensagem e não tiver um canal claro de comunicação ou não receber uma resposta, ficará frustrado e desmotivado.

      O costumeiro sigilo, a falta de transparência nas comunicações, também levará a uma diminuição da motivação da equipe, pois os trabalhadores se sentirão afastados da empresa e, portanto, não serão pressionados a se envolverem na consecução dos objetivos da equipe. como eles verão. como uma entidade totalmente independente de si mesmas. É fundamental que a comunicação flua para que uma equipe se sinta assim.

      6. Reconhecimento de sucessos

      Reconhecer os colaboradores por seus sucessos, fazendo com que eles conheçam seu valor e importância para a empresa é um fator muito motivador. Se quisermos que uma pessoa se envolva em um desafio comum, deve parecer um elemento essencial para atingir o objetivo. Se, ao contrário, o ignorarmos ou perdermos suas conquistas, o que conseguiremos é que ele deixará de se debater, pois perderá o reforço social, que é fundamental para motivar as equipes.

      7. Carga de trabalho

      Obviamente, a carga de trabalho atribuída ao trabalhador e à própria equipe deve ser razoável. Em algum ponto, um esforço extra pode ser necessário (Sempre acompanhados dos motivadores certos), mas se isso se tornar uma constante, a única coisa que alcançaremos será um bando de pessoas totalmente exaustos que não terão de forma alguma motivação para enfrentar os desafios que lhes atribuímos.

      8. Objetivos definidos

      Este ponto tem a ver com a comunicação que discutimos anteriormente. Às vezes, os líderes de equipe estão bem cientes dos objetivos a serem alcançados e das tarefas a serem realizadas para alcançá-los, mas deixam de transmitir esses conceitos aos trabalhadores pelos quais são responsáveis. Para uma boa motivação da equipe é preciso comunicar com clareza quais são os objetivos que devemos alcançar, quais as ferramentas que temos e os prazos para cumprir.

      Se, ao contrário, a equipe vive na incerteza constante em que as prioridades flutuam no dia a dia, a motivação se perderá. Além disso, o nível apropriado de importância deve ser atribuído a cada tarefa. Um exemplo de dinâmica de trabalho ineficiente seria atribuir prioridade máxima a absolutamente todas as tarefas solicitadas. O problema é que, quando tudo é urgente, nada é urgente, porque a verdadeira prioridade está perdida.

      10. O chef

      todos os pontos que vimos até agora são essenciais para motivar a equipe, mas talvez nada funcionasse se a equipe não tivesse a liderança certa. O líder é o capitão, que deve mostrar o caminho e dar o exemplo. Ele não deve exigir nada dos membros de sua equipe que ele não tenha provado antes com seu próprio trabalho.. Essa atitude é uma das maiores motivações que uma equipe pode encontrar.

      Se à frente do grupo temos uma pessoa que irradia energia, que é justa e trabalhadora, que atribui tarefas com bom senso, dá certa autonomia aos seus membros, comunica mensagens com perfeição e é decisiva nos incidentes que surgem. vamos ter muita motivação da equipe está acabada.

      Referências bibliográficas:

      • Boada, J., Diego, R., Agulló, E. (2004). Burnout e manifestações psicossomáticas decorrentes do clima organizacional e motivação no trabalho. Psicotema.
      • Marin HS, Placencia, MD (2017). Motivação e satisfação no trabalho dos funcionários de uma organização de saúde do setor privado. Horizonte médico (Lima).
      • Além disso, JL (2005). Motivação profissional e gestão de recursos humanos na teoria de Frederick Herzberg. Gestão no terceiro milênio.

      Deixe um comentário