Textos funcionais: tipos, características e funções

Você sabe o que são textos funcionais? É um tipo de texto onde predomina a função nominativa da língua, ou seja, aquela que se refere ao fato de o remetente buscar por meio das palavras um determinado tipo de comportamento ou reação no receptor.

Assim, são textos que fornecem instruções ou orientações ao destinatário quanto a uma atividade, ação ou tarefa. Mas quais são suas principais características? E quanto às suas funções e utilidades? Como classificá-los? Responderemos a essas e outras perguntas neste artigo.

Textos funcionais: o que são?

Textos funcionais são aqueles que, como o próprio nome sugere, cumprem uma função específica; quer dizer que estes são textos que são dirigidos ao destinatário de uma mensagem de forma direta, clara e concreta, e têm como missão realizar uma ação específica.

Por meio desses tipos de texto, orientamos o destinatário da mensagem na realização dessa ação. Além deste guia, às vezes os textos funcionais também fornecem ao receptor os materiais de que ele precisa para realizar a ação em questão (que é a ação que queremos ver ou “obter”).

A função predominante da linguagem neste tipo de texto é a função de nomeação. Esta função de linguagem (também chamada de função conativa), é o que foca no receptor da mensagem, e tem a ver com o remetente esperar algum tipo de reação do destinatário. Por meio dele, o remetente busca influenciar o comportamento ou atitude do destinatário.

Para que são usados?

Como veremos a seguir, os textos funcionais buscam instruir o leitor em uma atividade ou tarefa.

São textos muito comuns no nosso dia a dia, e além de nos darem instruções em relação a uma tarefa, também nos fornecem indicações, recomendações, conselhos, orientações, etc. facilitar a ação ou exercício do receptor na tarefa em questão.

exemplos

Exemplos de textos funcionais são: receitas culinárias, manuais de instrução, vademecums de remédios (vademecums são textos que contêm as informações básicas de um material), notas escolares informativas, manuais de estilo, instruções em um exame escrito, etc. .

Características

Como pudemos investigar, os textos funcionais geralmente são textos instrutivos (Em outras palavras, aqueles que nos instruem em uma atividade). Quais recursos eles têm?

1. Título

Os textos funcionais, assim como os textos educativos, têm sempre um título; o título nos dá informações para saber se o texto que vamos ler é simplesmente informativo, ou diretamente um manual (Por exemplo, um manual de instruções).

2. Legendas

Dependendo se o texto é muito longo ou muito curto e das características das instruções utilizadas, também é possível encontrar legendas neste tipo de texto.

3. Numeração

A numeração também é comum em textos funcionais e educacionais. Normalmente, esses detalhes detalham as etapas a serem seguidas para obter algo (por exemplo, montar uma peça de mobiliário, no caso de um manual de instruções, ou operar uma cafeteira).

4. Recursos gráficos

Outra característica dos textos funcionais ou didáticos é que geralmente apresentam diversos recursos gráficos para enriquecer seu conteúdo e facilitar sua compreensão. Esses recursos são: miniaturas, ilustrações, cores, pinturas, gráficos …

Contudo, o texto em si continua sendo o mais importante neste tipo de documentoPorque é isso que fornece as informações sobre o que precisa ser feito.

5. Vocabulário especializado

O vocabulário utilizado é uma espécie de vocabulário especializado no assunto em questão, além de muito preciso. Isso pode incluir o uso de termos técnicos.

6. Eles desempenham uma função específica

À medida que avançamos para o início do artigo, os textos funcionais têm uma função específica; ou seja, eles não são textos divertidos ou puramente recreativos.

Tipos de textos funcionais

Por sua vez, textos funcionais podem ser de diferentes tipos (São textos funcionais, desde que atendam às características mencionadas acima, embora variem de um tipo de texto para outro). Assim, os tipos de textos funcionais que podemos encontrar são os seguintes:

1. Textos jornalísticos

Os textos jornalísticos cumprem três funções: informar, treinar e entreter. Quando eles também desempenham a função de chamada da linguagem e instruem algo, falamos de textos jornalísticos funcionais.

2. Textos publicitários

Esses tipos de texto disseminam conteúdo que incentiva a compra de determinados produtos ou serviços. A função predominante da linguagem aqui é referencial ou representativa, que está relacionada a certos fatores de comunicação, como referente e contexto (ou seja, qualquer fator externo à própria comunicação).

3. Textos científicos e técnicos

Os textos funcionais também podem ser de natureza científica e / ou técnica; são textos objetivos, verificáveis ​​e claros. Também aqui predomina a função referencial da linguagem.

4. Textos literários

Quando os textos funcionais são literários, sua missão é durar no tempo (ou seja, são textos que “buscam” preservar seu valor artístico). São dirigidos a todos, e a comunicação é estabelecida entre o autor do texto e seus leitores..

5. Textos históricos

Por meio delas, são contadas histórias, representadas por diferentes personagens e enquadradas em um período ou momento histórico.

6. Textos de entretenimento

Seu objetivo é que o receptor se divirta, se divirta e se divirta. As informações que o leitor obtém por meio desses tipos de texto geralmente são irrelevantes (ou seja, o propósito é outro).

7. Textos informativos

Finalmente, textos funcionais também podem ser textos informativos, quando o remetente tenta apresentar uma situação concreta ao destinatário.

Outra classificação possível

Vimos como os textos funcionais podem “especializar-se” em diferentes áreas (ou seja, existem diferentes tipos). No entanto, esta não é a única classificação existente.

Agora vamos ver outro, que os divide em três tipos: textos pessoais, escolares e profissionais. O que é cada um e que exemplos podemos encontrar em cada grupo?

1. Textos pessoais

Como o nome sugere, eles são destinados ao uso pessoal. Exemplos deles são: agendas, e-mails, jornais …

2. Textos escolares

Neste caso encontramos: notas de curso, mapas conceituais, quadros sinóticos … Claro, lembre-se que os textos funcionais devem sempre cumprir a função de chamada da linguagem.

3. Textos de trabalho

Finalmente, os textos funcionais de trabalho são aqueles relacionados ao trabalho ou ao ambiente profissional. Exemplos deles são: cartas de candidatura, candidaturas a empregos, memorandos, etc.

Referências bibliográficas:

  • Cascón, JA e Madruga, JA (1989). Compreensão de textos e instruções. Educação no mundo.
  • Corbacho, A. (2006). Textos, tipos de texto e textos especializados. Journal of Philology, 24: 77-90.
  • Mendoza, N. (2007). Tipos de textos em espanhol: formas, técnica e produção. Language and Communication Series, 2007/06, Caracas: IESALC.

Deixe um comentário