Os 9 postulados da teoria atômica de Dalton

Hoje todos nós sabemos disso a matéria é composta de pequenas partículas chamadas moléculas que, por sua vez, são constituídos por átomos de diferentes elementos (que agora se sabe serem constituídos por diferentes partículas subatômicas, como prótons, nêutrons e elétrons).

Mas, embora os precursores já existissem mesmo na Grécia antiga, foi somente em 1803 que a teoria desenvolvida no nível científico de que a matéria é composta de unidades básicas e indivisíveis que se juntam para formar diferentes compostos, considerando os átomos essas unidades indivisíveis e átomos compostos, ou o que Avogadro mais tarde chamaria de moléculas, os compostos formados por meio deles.


É o Teoria atômica de Dalton, Que desenvolveram diferentes postulados ou princípios que procuravam dar uma explicação para a configuração da matéria.

    John Dalton: breve introdução ao criador da teoria atômica

    A figura de John Dalton é amplamente conhecida por ser o fundador da teoria atômica e também para investigar e divulgar a deficiência visual conhecida como daltonismo, da qual também sofria. Este cientista nasceu na Grã-Bretanha em 1766, filho de uma família trabalhadora com poucos recursos. Apesar das dificuldades, Dalton aprenderia ciências e matemática na escola e até mesmo continuaria a lecionar aos doze anos. Eventualmente, ele vai abrir e administrar uma escola, ao lado de seus irmãos.

    mais tarde é ele ampliou seu interesse em várias ciências, como astronomia e geografia, Vindo dar uma palestra sobre o assunto. Ele estava pensando em estudar medicina, mas ficaria desanimado com o ambiente. Ele conduziu várias pesquisas e publicações em vários campos, incluindo meteorologia e até gramática. Um dos mais conhecidos hoje é aquele que tem a ver com a falta de percepção das cores que ele mesmo sofria e que atualmente é conhecido como daltonismo.

    Ele também estudaria outros fenômenos como o calor, o comportamento dos gases e diferentes elementos. Seu trabalho nestes últimos campos o levará a refletir sobre a composição da matéria, o que acabará por levar ao desenvolvimento da teoria atômica.

      Teoria atômica de Dalton

      Uma das contribuições mais importantes e reconhecidas de Dalton para o campo da ciência é sua concepção da teoria atômica. Esta teoria estabeleceu um modelo que procurou explicar o comportamento da matéria bem como o fato de que a combinação de diferentes proporções de diferentes substâncias pode gerar diferentes compostos, explicando a composição de elementos complexos a partir de diferentes equilíbrios de outras substâncias.

      As várias investigações que Dalton levaria o levariam a pensar que tudo conta é composto de compostos e elementos, Sendo o primeiro formado por combinações do segundo. Existem várias partículas indivisíveis, chamadas átomos, que formam a base de diferentes partículas e têm características diferentes umas das outras. Cada um dos elementos é composto de átomos de diferentes classes. A teoria de Dalton recupera conceitos típicos dos filósofos antigos, como o conceito de átomo do grego Demócrito, mas com um significado ligeiramente diferente do original.

      Assim, Dalton não acreditava que toda matéria pudesse ser identificada com uma única substância, mas sim existiam átomos de diferentes tipos e características, sendo o peso uma das variáveis ​​mais estudadas. Na verdade, o criador da teoria atômica chegou a traçar um arranjo de elementos com base no peso atribuído a cada um dos tipos conhecidos de átomos, como hidrogênio e oxigênio (embora este arranjo inicial não estivesse correto devido à ignorância e à dificuldade de medir o peso das diferentes partículas com as técnicas da época). É também graças a ele que o hidrogênio é considerado o modelo básico em termos de consideração da massa atômica de cada elemento, sendo o elemento mais leve.

      Postulados de Dalton

      Teoria atômica de Dalton pode ser resumido com base em uma série de postulados, Que são descritos abaixo.

      1. a questão é inteiramente composto de átomos, Unidades indivisíveis de matéria que não podem ser geradas ou destruídas.
      2. Átomos de um elemento particular eles têm em todos os casos o mesmo tamanho, o mesmo peso e as mesmas qualidades, Sendo todos iguais uns aos outros.
      3. As características dos átomos de diferentes elementos eles também são sempre diferentes, Com características diferentes.
      4. Embora possam se combinar com outras substâncias para formar diferentes compostos, os próprios átomos permanecer sem mudanças, Não pode ser dividido ou destruído.
      5. Os compostos são formados pela combinação de átomos de pelo menos dois elementos diferentes.
      6. A combinação de diferentes tipos de átomos é alcançado através de relacionamentos simples.
      7. A combinação de dois elementos específicos pode levar a diferentes compostos de acordo com as proporções em que são misturados.
      8. Em reações químicas é possível criar, dissociar ou transformar moléculas, Sendo estes uma reorganização dos átomos que constituem cada composto.
      9. O mesmo composto é sempre produzido na mesma proporção na combinação de átomos.

      Alguns aspectos que as evidências mais recentes contradizem

      A teoria atômica de Dalton foi uma das mais importantes da ciência para descrever a estrutura da matéria. No entanto, a partir do momento em que esta teoria foi desenvolvida muito progresso foi feito o que mostrou que alguns dos postulados defendidos pelo autor não são verdadeiros.

      Por exemplo, o fato de o átomo ser uma unidade básica e indivisível revelou-se falso, sendo capaz de distinguir dentro do átomo diferentes partes formadas por estruturas subatômicas, como prótons, nêutrons e elétrons.

      Também é incerto se todos os átomos da mesma substância têm propriedades iguais. Podemos encontrar átomos de diferentes cargas elétricas dependendo do equilíbrio entre prótons e elétrons (o que chamamos de íons), bem como diferentes massas atômicas do mesmo elemento (isótopos).

      Um terceiro aspecto que acabou por ser diferente da teoria atômica de Dalton é o fato de que os átomos são imutáveis, que foi negado com o advento da fusão e fissão nuclear.

      Embora a evidência tenha mostrado que alguns dos postulados não são inteiramente verdadeiros, a teoria de Dalton lançou as bases para a química moderna e fez grandes avanços na compreensão da matéria e seu comportamento.

      Referências bibliográficas:

      • Gribbin, J. (2006). História da ciência: 1543-2001 (2ª edição). Barcelona: Crítica, SL
      • Petrucci, R.; Harwood, W.; Herring, G. e Madura, J. (2007). Química Geral. 9ª ed. Upper Saddle River, Nova Jersey: Pearson Prentice Hall.
      • Rosental, M. e Iudin, P. (1973). Dicionário filosófico. Edições do universo.
      • Solitude, I. (2010). Química e teoria atômica. Química Geral. UNED, 22-23.

      Deixe um comentário