Os 15 tipos de pesquisa (e recursos)

Ao longo da história, a ciência fez coisas impressionantes que melhoraram nossa compreensão do universo e do padrão de vida e bem-estar que podemos alcançar.

No entanto, os marcos alcançados não surgiram do nada. Eles levaram anos de pesquisa em áreas muito diferentes e existem muitas maneiras de pesquisar, que podem ser organizadas por diferentes critérios. Neste artigo você pode encontrar 15 tipos de pesquisa e suas características básicas.


    pesquisa

    Pesquisar é realizar diferentes ações ou estratégias para descobrir algo. Assim, esses atos são dirigidos a adquirir e aplicar novos conhecimentos, Explique uma determinada realidade ou encontre maneiras de resolver dúvidas e situações que lhe interessam. A pesquisa é a base do conhecimento científico, embora nem toda pesquisa seja científica em si mesma.

    Para que o conhecimento seja científico a pesquisa realizada deve ser realizada de forma sistemática, com objetivos claros e alguns aspectos que possam ser verificados e replicados. Os resultados obtidos devem ser analisados ​​de forma objetiva e levando em consideração as diversas variáveis ​​que podem afetar o fenômeno estudado.

    Como já dissemos, ele pode ser estudado a partir de perspectivas muito diferentes, com objetivos diferentes ou levando em consideração diferentes tipos de dados, procedimentos ou métodos para obtê-los. Aqui estão alguns desses tipos de pesquisa.

      Tipo de pesquisa de acordo com seu objetivo

      Existem dois tipos de pesquisas que podem ser encontradas, dependendo da finalidade para a qual são realizadas.

      1. Pesquisa pura ou teórica

      O objetivo principal deste tipo de pesquisa é a aquisição de conhecimentos de outra natureza, independentemente da aplicabilidade do conhecimento obtido. Graças ao corpo de conhecimentos dela extraído, podem ou não estabelecer outros tipos de pesquisa.

      Por exemplo, na pesquisa em matemática pura, é normal não se preocupar com a facilidade com que as conclusões obtidas podem ser aplicadas.

      2. Pesquisa aplicada

      Este é um tipo de pesquisa focada em encontrar mecanismos ou estratégias para atingir um objetivo específico, Como curar uma doença ou obter um artigo ou isso pode ser útil. Portanto, o tipo de escopo a que se aplica é muito específico e bem demarcado, pois não se trata de explicar uma grande variedade de situações, mas sim de tentar responder a um problema específico.

      Dependendo do nível de profundidade do objeto de estudo

      A pesquisa pode ser feita de maneiras diferentes e olhar mais ou menos como eles estão ou por que as coisas estão indo. Nesse sentido, encontramos os seguintes tipos de pesquisa.

      3. Pesquisa exploratória

      Este tipo de pesquisa centra-se na análise e estudo de aspectos específicos da realidade que ainda não foram analisados ​​em profundidade. essencialmente é uma exploração ou uma primeira abordagem o que permite que pesquisas posteriores conduzam a uma análise do assunto tratado.

      Pelas suas características, este tipo de pesquisa não parte de teorias muito detalhadas, mas tenta encontrar padrões significativos nos dados a serem analisados ​​para, a partir desses resultados, criar as primeiras explicações completas do que está acontecendo.

      4. Descrição

      O objetivo deste tipo de pesquisa é apenas estabelecer a descrição mais completa possível de um fenômeno, Situação ou elemento concreto, sem procurar as suas causas ou consequências. Mede as características e observa a configuração e os processos que compõem os fenômenos, sem parar para avaliá-los.

      Assim, em muitos casos, esse tipo de pesquisa nem mesmo questiona a causalidade dos fenômenos (ou seja, o “por que o que é observado está acontecendo”). É simplesmente uma questão de obter uma imagem esclarecedora do estado da situação.

      5. Explicativo

      Este é um dos tipos de pesquisa mais comuns e no qual a ciência se concentra. Este é o tipo de pesquisa usada para tentar determinar as causas e consequências de um determinado fenômeno. Ele está procurando não apenas o quê, mas por quê coisas e como chegaram ao estado em questão.

      Para isso, podem ser utilizados diferentes métodos, como o método observacional, correlacional ou experimental. O objetivo é criar modelos explicativos nos quais as sequências de causa e efeito possam ser observadas, embora não precisem ser necessariamente lineares (geralmente são mecanismos causais muito complexos, com muitas variáveis ​​em jogo).

      Dependendo do tipo de dados usados

      Outra forma de categorizar os diferentes tipos de pesquisa é pelo tipo de dados que eles coletam. Nesse sentido, podemos encontrar os seguintes tipos.

      6. Qualitativo

      Por pesquisa qualitativa entende-se aquilo que se baseia na obter dados que, em princípio, não são quantificáveis, Com base na observação. Embora ofereçam muitas informações, os dados obtidos são subjetivos e incontroláveis ​​e não permitem uma explicação clara dos fenômenos. Concentra-se nos aspectos descritivos.

      No entanto, os dados obtidos a partir dessas investigações podem ser operados a posteriori para poderem ser analisados, fazendo que a explicação sobre o fenômeno estudado seja mais completa.

      7. Quantitativo

      A pesquisa quantitativa é baseada no estudo e análise da realidade por meio de diferentes procedimentos baseados em medição. Permite um maior nível de controle e inferência do que outros tipos de pesquisa, sendo possível realizar experimentos e obter explicações contrastantes a partir de hipóteses. Os resultados desta pesquisa são baseados em estatísticas e são generalizáveis.

      Dependendo do grau de manipulação das variáveis

      Podemos encontrar diferentes tipos de pesquisa dependendo se os dados obtidos se baseiam em um nível mais ou menos de manipulação das variáveis.

      8. Pesquisa experimental

      Este tipo de pesquisa baseia-se na manipulação de variáveis sob condições altamente controladas, Reproduza um fenômeno específico e observe até que ponto as variáveis ​​envolvidas e manipuladas produzem um determinado efeito. Os dados são obtidos a partir de amostras aleatórias, portanto, assume-se que a amostra da qual são obtidos é representativa da realidade. Permite estabelecer diferentes hipóteses e opor-se a elas por meio de um método científico.

      9. Quase experimental

      A pesquisa quase experimental é semelhante à pesquisa experimental no sentido de que busca manipular uma ou mais variáveis ​​específicas, exceto que não há controle total sobre todas as variáveis, como aspectos relacionados ao tipo de amostra apresentada no experimento.

      10. Em experimentação

      Este tipo de pesquisa é baseado principalmente na observação. Neste documento, as diversas variáveis ​​que fazem parte de uma determinada situação ou evento não são controladas.

      De acordo com o tipo de inferência

      Outro tipo de classificação pode ser extraído do método usado para deduzir o funcionamento da realidade.

      11. Por método dedutivo

      Este tipo de pesquisa é baseada no estudo da realidade e da realidade busca por verificação ou falsificação de certas premissas de base Verifica. De acordo com a lei geral, considera-se que isso acontecerá em uma situação particular.

      12. Método indutivo

      A pesquisa realizada pelo método indutivo baseia-se na obtenção de conclusões a partir da observação dos fatos. Observação e análise, entretanto, permitem que conclusões mais ou menos verdadeiras sejam tiradas. não permite que generalizações sejam feitas ou previsões.

      13. Do método hipotético-dedutivo

      Este tipo de pesquisa é o que é considerado verdadeiramente científico. Baseia-se na geração de hipóteses a partir de fatos observados por indução, hipóteses que geram teorias que por sua vez deles devem ser verificados e falsificados por experimentação.

      Dependendo do período durante o qual é realizado

      Dependendo do tipo de monitoramento das variáveis ​​realizado, podem-se encontrar dois tipos de pesquisas.

      14. Longitudinal

      A pesquisa longitudinal é um tipo de pesquisa caracterizada por seguir os mesmos tópicos ou processos durante um período fixo. Permite ver a evolução das características e variáveis ​​observadas.

      15. Transversal

      Esses tipos de pesquisa eles se concentram em comparar certas características ou situações em diferentes disciplinas em um determinado momento, todas as disciplinas compartilhando a mesma temporalidade.

      Referências bibliográficas:

      • Hernández, R., Fernández, C., e Baptista, MP (2010) Research Methodology (5ª ed.). México: McGraw Hill Education.
      • Pagà, RR (2000). Estatísticas para ciências comportamentais. Madrid: International Thompson.
      • Sánchez Carrión, JJ (1995). Manual de análise de dados. Madrid: Alliance.

      Deixe um comentário