7 suplementos que ajudam a melhorar a inteligência

O estudo da inteligência Sempre interessou aos psicólogos, por isso muitos estudos têm sido realizados para tentar entender o que realmente é essa qualidade e como pode ser melhorada.

Embora os esforços da maioria dos estudiosos tenham se concentrado na missão de compreender melhor a natureza da inteligência e os fatores genéticos e educacionais que podem influenciá-la, algumas pesquisas procuraram descobrir. quais nutrientes podem melhorar o desempenho intelectual.


    Nutrientes e suplementos melhoram nossa inteligência

    Muitas pesquisas parecem indicar que a comida influencia nosso desempenho intelectual. Um exemplo disso é o estudo de Holford e Lawson, no qual observaram que existe uma forte correlação positiva entre uma dieta rica em açúcar e carboidratos simples e baixa inteligência.

    Nesse sentido, também existem muitos estudos que têm procurado encontrar a relação entre a ingestão de determinados nutrientes e a melhora no desempenho de certas funções cognitivas.

    Nas linhas a seguir você pode encontrar uma lista com o nutrientes e suplementos que podem ajudar a melhorar a inteligência ou melhor para manter o tempo.

      1. Creatina

      Pessoas em contato com o mundo dos exercícios provavelmente já ouviram falar da creatina, uma substância orgânica encontrada nos músculos e células nervosas de organismos vivos. Possui estrutura semelhante à dos aminoácidos.

      A creatina aumenta o desempenho atlético, especialmente ao treinar para resistência anaeróbica, força, velocidade ou potência. Também é utilizado por pessoas que desejam aumentar sua massa muscular, pois retém fluido no músculo, resultando em uma imagem mais muscular.

      De acordo com algumas pesquisas, a creatina também melhora o desempenho cognitivo. Os dados sugerem que melhora a memória e a atenção, ao mesmo tempo que desempenha um papel fundamental na energia celular.

      2. Cafeína + L-teanina

      A cafeína é um estimulante conhecido e consumido em todo o mundo. Isso traz uma série de benefícios para as pessoas; por exemplo, aumenta a vigília e diminui a fadiga, tem efeito protetor contra a demência, acelera o metabolismo e ajuda na perda de peso. Também tem efeito diurético.

      No entanto, estudos sugerem que a cafeína por si só, não melhora o desempenho em tarefas que afetam o aprendizado e a memóriaMas isso acontece se combinado com L-theanine, um aminoácido que é encontrado no chá verde. Também produz outros benefícios, como melhorias na memória de trabalho, atenção, foco e mudança de foco, bem como processamento visual.

      3. Sábio espanhol (Salvia lavandulifolia)

      Esta erva perene é encontrada na Espanha e no sul da França. é uma erva aromática que aumenta os níveis de acetilcolina. Conseqüentemente, produz benefícios na memória e melhora o humor. Estudos científicos também concluem que é benéfico nos casos em que uma pessoa sofre de Alzheimer. Também produz efeito antidepressivo, ansiolítico, estrogênico e antiinflamatório.

      4. Rodiola Rosea

      Esta planta cresce em regiões frias do hemisfério norte e pertence à família Crassulaceae. Evidências científicas sugerem que melhora a cognição e a memória, além de produzir outros benefícios psicológicos, como redução dos níveis de fadiga mental e ansiedade. Da mesma forma, seus benefícios aparecem em situações onde é necessário o uso memória, aritmética, capacidade de concentração e velocidade na percepção audiovisual.

      5. Panax Ginseng (ginseng asiático)

      É fácil encontrar ginseng em qualquer país, pois é um suplemento muito popular que tem sido usado por séculos como parte da medicina chinesa, mas que também é usado hoje no Ocidente. Estudos sugerem que melhora a memória de trabalho e a capacidade de atenção. Ele também tem função sexualmente revigorante, reduz a fadiga e melhora o humor.

      6. Gingko Biloba

      Como no caso anterior, outro dos suplementos mais populares hoje é o Gingko Biloba. É uma árvore nativa exclusiva da China associada a melhorias na memória, atenção e concentração. Estudos indicam que é eficaz em pacientes com demência. Ele também tem um efeito ansiolítico.

      7 ácidos graxos ômega-3

      Embora as gorduras sejam frequentemente conhecidas, especialmente por gorduras saturadas e transaturadas, pois promovem obesidade e doenças cardiovasculares, também existem gorduras saudáveis.

      Entre as gorduras saudáveis ​​estão as poliinsaturadas, e algumas das mais conhecidas são os ácidos graxos ômega-3, que são encontrados principalmente em peixes, mas também em nozes. O seu consumo está associado a um declínio cognitivo associado à diminuição da idade, promovendo assim a prevenção da doença de Alzheimer. Pesquisas indicam que melhora a memória, a capacidade de concentração e a atenção. Também melhora o humor.

      Deixe um comentário