Dicas para ajudar as crianças a lidar com a escolaridade

Quando os pequenos entram no primeiro ano de escola, O que os pais devem fazer para que o filho se organize e possa dar esse novo passo?

Entrar na escola gera muitos sentimentos opostos tanto para os pais quanto para os filhos da casa. Eles podem sentir alegria e entusiasmo e, de repente, experimentar momentos de anseio e preocupação por novas mudanças.


Como podemos ajudar os mais pequenos a ter uma atitude positiva em relação à nova fase da escola?

As reações típicas que ocorrem são choro e carinho pelos pais por não terem permanecido na escola. Embora a criança esteja entusiasmada com a preparação de seu material durante os dias que antecedem o início do ano letivo, o dia em que tem que começar a escola e entrar no centro, ela chora e não quer que seus pais a abandonem.

Em geral, as escolas trabalham juntas para tornar o processo de adaptação fácil e agradável para a família, mas muito vai depender do uso que a família fizer para facilitar ou complicar a nova etapa que está por começar.

Algumas dicas para tornar a nova realidade mais fácil para as crianças

É por isso que consideramos importante fazer um brinde uma série de recomendações para ajudá-los nesta grande etapa sem gerar maiores medos nos mais pequenos. e acima de tudo servir de guia para os pais:

1 Se possível, permita que a criança conheça (15 dias antes) a escola (Inclusive a sala de aula) em que ele receberá as aulas, assim como o professor.

2 Uma semana antes da aula, comece a pegar a criança em um horário próximo à aula., Acostumar-se a. As crianças, durante a primeira semana e pela animação que as leva a ir à escola, muitas vezes o fazem sem problemas, mas depois de passada a primeira semana começam a ter problemas nesse sentido. As crianças precisam de cerca de oito horas por dia para descansar.

3 Mantenha em casa, em local visível, um grande diário ou calendário para anotar as tarefas, Trabalhos e compromissos a fazer por dia, utilizando desenhos ou autocolantes para que a criança o possa identificar.

4 Três meses antes do início do ano letivo, os trabalhos de casa devem ser divididos de acordo com a idade, Para que, quando você estiver na escola, você possa assumir os responsáveis ​​pelo corpo docente. Também é aconselhável ter horários em casa para refeições, lanches, jogos, intervalos e realização dessas tarefas, etc.

5 Estabeleça uma rotina diária de estudo na primeira semana para completar as tarefas; mesmo quando você não está em prova, é importante revisar, por um tempo não superior a trinta minutos por dia. É importante que a criança descanse, se alimente e depois faça o dever de casa.

6 Etiquete o material antes do início do ano letivo, Em nome da criança e indicar a importância de cuidar dela e mantê-la em seu lugar, bem como as consequências em caso de perdas frequentes.

7 Cultive nas crianças a rotina de listar seus equipamentos e coisas para ir à escola, Começando pela limpeza dos sapatos (atividade que você pode fazer com o pai quando ele está se arrumando as roupas), arrume a toalha com os cadernos, para que os pais não assumam essa tarefa. É importante ter o equipamento pronto na noite anterior para garantir que você tenha tudo o que precisa.

8 Para ajudar com o ponto acima, o pai pode escrever o material (Os extras) que pedem à escola e depois frequentam juntos (pai / filho e filho) para obtê-los ou realizá-los se necessário, mas sempre deixando claro para a criança que é sua responsabilidade. Os pais podem usar um caderno específico para se comunicar com o professor, que a criança sempre terá com ele e que os pais sempre revisarão.

9 Ensine e permita que a criança alinhe ou decore seus cadernos e os identifique pelo material de forma que a criança os reconheça.

dez. Incentive o aluno a solicitar e limpar seus cadernos, materiais e embalagens. Exemplo: Todas as folhas devem ser coladas nos respectivos cadernos, sendo que as folhas que não correspondem a nenhum assunto são guardadas numa pasta para o efeito. Devemos garantir que os cadernos sejam mantidos em ordem, completos e corrigidos pelo professor.

11 Manter comunicação constante com o professor para garantir as atividades escolares: Reuniões, passeios, recitais, etc.

12 Se a criança estiver ausente da aula, substitua o assunto o mais rápido possível. Se você estiver ausente devido a uma atividade planejada, cubra o tópico.

13 Mantenha material escolar extra em casa para emergências. Normalmente, nos primeiros anos da vida escolar, as crianças gostam muito de usar papelão, lápis, borrachas, lápis, tesouras, por isso seria muito benéfico ter suprimentos desses materiais em casa em caso de necessidade.

14 Pergunte à criança como foi seu dia, do que ela gostou mais, do que não gostou e por quê.; as atribuições mencionadas pelo professor; relacionamento com os colegas de classe, bem como garantir que realiza corretamente as rotinas de alimentação. É importante não só prestar atenção ao que a criança fala verbalmente, mas também aos seus gestos, linguagem corporal, olhares, fugas na conversa e, na dúvida, aprofundar-se com a professora. Crianças pequenas, em sua maioria, não têm facilidade para se expressar e quando se deparam com novas situações muitas vezes suprimem seus sentimentos por medo de não serem criadas, por isso é muito importante prestar atenção à linguagem não autorizada, verbal.

15 Ambos os pais devem estar envolvidos no processo escolar da criançaMuitas vezes é assumido que a mãe é quem deve cuidar dessas tarefas, porém o pai ocupa um lugar muito importante no processo de acompanhamento da aprendizagem, portanto, as tarefas envolvidas no processo de escolarização são um trabalho conjunto.

Observações sobre a importância de preparar as crianças

É importante lembrar que em muitas ocasiões, A “ansiedade” que gera a entrada nas aulas é geralmente mais forte nos pais do que nas próprias crianças., Aqueles que absorvem o sentimento dos pais, o que pode afetar sua capacidade de adaptação ao novo ambiente, bem como sua capacidade de se organizar às novas demandas acadêmicas.

Não é uma boa ideia tentar aliviar o sofrimento de seu filho quando ele entrar na escola com estas estratégias, que listarei a seguir:

  • Fique na escola, comece cedo
  • Ligue constantemente para o centro, ou não traga para o centro.

Cada uma dessas ações aumenta a ansiedade da criança e, portanto, isso pode levar a uma maior dificuldade de adaptação. Por esse motivo, recomenda-se entrar em contato com o professor ou pessoal especializado da escola: orientador, psicólogo, etc., que prestou assessoria específica para o correto manejo do caso.

Deixe um comentário