7 dicas para incentivar a leitura em crianças pequenas

Habilidades de leitura são um fator chave no desenvolvimento psicológico das crianças. Por isso, É importante integrar elementos nas estratégias educacionais e parentais das crianças que fortaleçam sua vontade de ler. Vejamos algumas dicas a esse respeito.

    Como incentivar a leitura em crianças pequenas?

    Essas dicas podem ajudar a fortalecer a conexão das crianças com os hábitos de leitura.


    1. Crie um espaço de leitura estimulante

    Criar um ambiente para livros acessíveis é essencial para que as crianças tenham acesso a eles. Se desde cedo a criança sabe brincar com cadernos de borracha, ou páginas grossas com cores e texturas marcantes que lhe proporcionam uma experiência sensorial agradável, ela escolherá esses materiais para se divertir sempre.

    2. Aborde os livros a partir das sensações

    É bom que você possa explorar e encontrar livros de vários materiais, e que o adulto está por perto para contar as histórias e incentivar sua incursão na literatura através da linguagem.

    Eles aprenderão as histórias e desfrutarão de nossa empresa ao visualizar cada página. Eles levarão o livro em mãos e compartilharão este momento único conosco.

      3. Interesse-se pelo que lhes interessa

      Além disso, é preciso conhecer gradativamente a criança. avaliar seus interesses. Às vezes tem a ver com a idade, outras vezes com características do próprio cotidiano. Vamos com eles às livrarias e deixá-los explorar. Muitos possuem uma pequena área infantil com tapetes, almofadas e brinquedos onde se encontram livros de diversos tipos. Alguns com fantoches ou outros materiais recreativos que criam uma situação mais alegre.

      As feiras de livros também costumam ser uma oportunidade para encontrar editoras novas ou desconhecidas.

      Receber livros de presente é uma grande alegria, mas também é é importante que a criança aborde a variedade e a experiência de sua escolha. Desta forma, ele o sentirá como seu e guardará uma memória viva deste livro que irá criar um vínculo com a literatura ao longo do tempo, sendo um companheiro fiel em cada momento de sua vida.

      4. Leia juntos

      Em casa, você também tem que cuidar desse ambiente literário deixe os livros nas prateleiras mais acessíveis às crianças de acordo com sua idade e preferências, e gire-os para que possam variar sem se cansar.

      Esses livros mais delicados serão aqueles que nós, adultos, temos à disposição para ler em outras ocasiões; eles serão capazes de ver e tocá-los enquanto aprendem a cuidar. Eles terão o privilégio de ler juntos, relaxar antes de ir para a cama ou passar o tempo e compartilhar com a família.

      Optar por doar livros também é uma ótima opção. Podemos ir com nossos filhos comprar livros para outras crianças em datas especiais. Sabemos que a palavra convence, mas o exemplo se arrasta, por isso quanto mais hábitos de leitura geramos, maior o efeito de contágio no círculo e serão reinjetados no meio ambiente.

      5. Artesanato e produtos criativos

      Também podemos criar livros com cartolina, texturas e muita criatividade através da narração de situações do quotidiano, com as quais podemos fazer ficção. provar que nossa vida é uma grande aventura que vale a pena ser vivida e contada como tal. Esses livros serão lembrados para sempre.

      Além disso, podemos montar estantes nos seus quartos junto à cama, colocando um candeeiro e gerando a cumplicidade destes espaços que nos acompanham nas nossas vidas saboreando histórias incríveis.

      6. Crie uma rotina

      Quem não mudou uma palavra em relação à história que lemos antes de ir para a cama e são os nossos filhos que nos corrigem indicando a história certa? Este sinal significa que estamos no caminho certo. Eles conhecem e reconhecem a história e já faz parte do nosso dia a dia.

      Não esqueçamos que a leitura também deve estar presente em nossas vidas, para que nos observem enquanto lêem emseu exemplo é uma confirmação deste hábito, gerando um vínculo ancorado na vida familiar.

      Quando vamos ao supermercado, vemos a gôndola de livros; e na farmácia, e em locais onde os livros são comuns a nós em geral, reforçando esse comportamento de forma positiva.

        7. A importância de uma iniciação bem-sucedida

        Não permitimos que as primeiras experiências sejam quando estamos doentes, para os deveres de casa ou férias sem computador. Vamos fazer isso sistematicamente.

        Para crianças mais velhas, também existem aplicativos para ler, no entanto Eu recomendo que o primeiro link seja o papel invocar a experiência de tocá-lo, senti-lo, ouvir o som das páginas, segurá-lo nas mãos e descobri-lo como um tesouro que se abre diante de nossos sentidos.

        Conclusão…

        As histórias, além de promoverem a imaginação, a memória, a linguagem e o acesso a mundos maravilhosos, permitem nos conectar com o que acontece com o outro, o que ele sente, o que sente, pensa, o que ele viu. Geramos empatia por meio de histórias. Nos perguntamos o que está acontecendo, por que, como teríamos resolvido de outra forma, como esse evento seria vivido hoje conosco ou há algum tempo ou no futuro. O que esses personagens nos ensinam? O que podemos ensinar a eles?

        Em suma, a leitura desse tipo de texto permite interagir com a história e gerar uma nova história. Pense nos possíveis finais. Experimente um novo desafio a cada leitura.

        Não perca esta grande aventura familiar.

        Não deixe que os outros lhe digam!

        Ler é experimentar mundos inimagináveis ​​e fazer deles nossa própria história.

        Deixe um comentário