Choque sentimental: definição, causas, sintomas e fases

Diz-se que a Rainha Vitória da Inglaterra passou meses chorando continuamente e lamentando a morte de seu marido, o Príncipe Albert.. A dor da rainha foi tanta que o palácio acabou se tornando sua prisão e ela vestiu luto pelo resto de sua vida.

Embora na época vitoriana eles não soubessem disso, a rainha sofreu o que hoje é chamado de choque sentimental. Um estado de desespero e angústia que a pessoa sofre após uma separação ou após a perda de um ente querido. Este estado é constituído por diferentes fases, com um início e um fim, que permitem à pessoa recuperar do colapso emocional acima referido.

O que é choque sentimental?

O choque sentimental ocorre após uma separação e é definido como o porquê a pessoa experimenta um estado de entorpecimento ou paralisia psicológica que pode ser acompanhada por uma sensação de desorientação psicológica e vazio.

Cumpre esclarecer que o choque sentimental não é considerado um transtorno em si, mas um fenômeno natural, com evolução previsível dos sintomas, e com fases e estágios bem definidos para os quais há início e fim.

Embora cada pessoa experimente choque emocional de uma maneira diferente, é comum que a primeira convulsão ou separação seja vivenciada de uma forma muito mais traumática, Porque a pessoa ainda não possui as ferramentas ou mecanismos necessários para lidar com esta situação.

Além disso, outro padrão recorrente com a maioria das pessoas é que a força do choque sentimental é diretamente proporcional à intensidade do compromisso que o relacionamento tinha. Quanto mais tempo você ficar com uma pessoa e quanto mais profundo for o compromisso, mais tempo levará para superar a separação.

O trauma emocional pode ser superado?

Normalmente, a maioria das pessoas consegue superar os efeitos do choque emocional no primeiro ano após o rompimento. Porém, é natural encontrar pessoas que demoram um pouco mais para se recuperar, dependendo do funcionamento pessoal.

O choque emocional é um processo normal, até saudável, que só se torna patológico se a pessoa tentar suprimi-lo. ou compensar com comportamentos de negação ou excesso. como uso de drogas ou abuso de álcool.

Para superar com sucesso a separação, é necessário enfrentar a dor e avançar com ela, vivenciar o choque emocional, passar por suas diferentes fases e compreender cada uma de suas peculiaridades.

Deixar de reconhecer e manifestar sofrimento emocional pode prejudicar seriamente a saúde psicológica de uma pessoa. Os efeitos de um choque emocional mal resolvido, além de prejudicar a saúde emocional, mostraram ter consequências múltiplas no corpo.

Um sentimento constante de tristeza, depressão ou depressão e desapontamento podem enfraquecer o sistema imunológico de uma pessoa, tornando-a mais vulnerável a doenças físicas.

Portanto, embora desagradável e doloroso, choque sentimental é um sinal de saúde e a única maneira de superar uma separação.

sintomas

Embora, como mencionado acima, o choque emocional não possa ser considerado um transtorno ou doença psiquiátrica, se for um sintoma comum na maioria das pessoas que sofrem disso. Os sintomas que podem ser encontrados incluem:

  • náusea
  • Perda de apetite
  • Ataques de choro
  • Sentimento profundo de tristeza ou depressão
  • Insônia ou dificuldade em adormecer

  • Perda de memória
  • Falta de energia
  • Preciso parar
  • Sensação de falta de controle sobre a vida
  • promiscuidade
  • Sensação de vazio
  • Intensificação de sentimentos
  • Sentindo-se ansioso por ser deixado sozinho

À medida que a pessoa começa a entender a dinâmica da experiência de choque emocional, ela gradualmente adquire habilidades que a ajudarão a controlar seus sentimentos e medos.

Da mesma forma, conhecer as diferentes etapas do processo e que elas têm um começo e um fim, tem um efeito calmante na pessoa.

Os seis estágios do choque sentimental

Como acima mencionado, sintomas de choque emocional se desenvolvem de acordo com um padrão pré-estabelecido de seis estágios: choque, luto, culpa, resignação, reconstrução e resolução.

A velocidade com que uma pessoa passa de um estágio para outro é chamada de momento de mudança emocional e varia muito de pessoa para pessoa. Algumas pessoas passam pelos diferentes estágios muito rapidamente, enquanto outras o fazem muito lentamente.

Além disso, a intensidade dos sintomas diminui à medida que a pessoa passa pelas diferentes fases. Normalmente, a aflição maior é sentida nas fases de choque, luto e culpa.

Finalmente, e antes de passar para a explicação das diferentes etapas, Deve-se notar que, embora existam padrões comuns, a experiência de choque sentimental não precisa ser linear.. A pessoa pode avançar e recuar nas diferentes etapas, dependendo dos mecanismos de enfrentamento à sua disposição.

1. Choque

Na primeira fase, chamada de choque, a pessoa experimenta uma sensação iminente de paralisia psicológica, acompanhada de desorientação e descrença.

Em casos muito extremos, a pessoa pode se tornar incapaz de realizar ações básicas, como comer ou dormir, e pode até esquecer o que aconteceu durante essa fase.

O estágio de choque serve como isolante do impacto que causa perda ou ruptura e sua duração é geralmente de um dia a um mês, mas raramente se estende ao longo do tempo.

2. Penalidade

Durante esta fase de punição, a pessoa não só lamenta a perda de uma pessoa, mas também se arrepende de todo o tempo que compartilhou e de todas as experiências que teve.

Essa tristeza pode se transformar em sentimentos de raiva e irritação. A pessoa pode se sentir mal-humorada ou com raiva, devido à frustração e à percepção de que ninguém consegue entender o que está sentindo.

É comum uma pessoa estar nesta fase em que sente necessidade de se comunicar com a outra, de manter algum tipo de contato, por mais irreal que seja. Tentativas que, via de regra, são mais prejudiciais do que benéficas.

3. Julgamento de culpa

Quando o sentimento de luto é reduzido, a pessoa sente necessidade de saber o que aconteceu com o relacionamento. Por isso, é urgente analisar tudo o que aconteceu ao longo da relação, em busca dos culpados em si e nos outros.

Além disso, é comum analisar as diferentes situações que o casal vivenciou para saber o que eles teriam feito para evitá-lo ou, ao contrário, para analisar para culpar o outro.

4. Renúncia

Também conhecido como passo de despedidaEste é o momento em que a pessoa tem o poder de aceitar que o outro não está mais em sua vida. É hora de aceitar que o relacionamento acabou, de se separar completamente da outra pessoa e de recuperar as energias.

Este é o estágio em que as pessoas geralmente passam mais tempo, porque por um lado elas se sentem aliviadas por poderem superar o rompimento, mas também experimentam sentimentos de luto por ter que deixar o relacionamento por completo.

5. Reconstrução

Nesse ponto, a pessoa percebe que está passando por momentos mais felizes do que tristesEle consegue recuperar a concentração e sente que sua vida pertence a ele novamente.

Ele também se sente pronto para sair e encontrar outras pessoas e começa a se concentrar mais em suas próprias necessidades do que em seus pensamentos sobre o passado.

Para ter sucesso nesta etapa, eles terão que reconstruir suas forças, desenvolver sua autoestima e autoconfiança.

6. Resolução

Com a resolução começa o início de um novo ciclo de vida. A pessoa conseguiu resolver o conflito desde o início do confronto e sua vida está caminhando para uma nova direção. Nesse momento, a pessoa tem confiança para criar seu próprio bem-estar..

Deixe um comentário