Sexo com amigos fortalece amizade

A possibilidade de fazendo sexo com um amigo ainda é um problema tabu. Nossa cultura parece ensinar com base em clichês forjados na tela grande: sexo com amigos arruína a amizade.

Relações íntimas entre amigos: uma utopia?

Mas isso é verdade ou é apenas uma simples invenção? Estamos acostumados a traçar uma linha muito rígida entre amizade e sexo?

Há alguns meses, estávamos nos perguntando se não pode mais haver amizade entre um homem e uma mulher. Hoje fazemos a pergunta ao contrário: O que acontece quando dois amigos fazem sexo?

A ciência defende a importância de manter relacionamentos com amigos

Vários estudos afirmam que ter uma noite de sexo apaixonado com um amigo não é apenas prejudicial, mas poderia fortalecer o relacionamento. Portanto, não precisamos mais pesar e escolher entre uma coisa ou outra.

O pensamento que a maioria das pessoas costuma fazer a esse respeito é que, uma vez que uma relação sexual foi mantida com um amigo, a relação sempre acaba prejudicada porque um dos dois acaba se apaixonando pelo outro e, portanto, as coisas estão acontecendo em um nível diferente.

Pesquisa

Um estudo aprofundado realizado na Boise State University confirmou que o pensamento difundido está errado e que fazer sexo entre amigos é de fato capaz de melhorar o relacionamento, pelo menos na maioria dos casos analisados.

300 pessoas foram entrevistadas, e mais de 75% admitiram ter feito sexo com um amigo e decidido por sua amizade. Da mesma forma, 20% admitiram que em algum momento da vida fizeram sexo com um amigo próximo e que, longe de estragar a amizade, o contato íntimo os tornou mais unidos como amigos.

Parece que cada vez mais pessoas estão dispostas a ter contato sexual esporádico com um amigo sem ter que confundir os sentimentos ou, assim, minar os alicerces da amizade.

Casais que começam com uma simples amizade tendem a durar mais

Outra constatação do estudo é que 50% dos entrevistados que tinham companheiro e iniciaram o relacionamento atual a partir de uma simples amizade, ainda permaneceram unidos ao companheiro. Em outras palavras: pessoas que começam como amigas e depois se tornam namorados têm maior probabilidade de durar mais tempo.

Isso pode ser porque o nível de confiança e compreensão é maior nesses casos do que em pessoas que se encontraram e se combinaram rapidamente sem ter cruzado o estágio de amizade.

Algumas dicas sobre sexo e amizade

No entanto, os pesquisadores chegaram a algumas conclusões sobre a prática de misturar amizade e sexo. Há várias coisas que aqueles que têm em mente continuar uma amizade “esfregada” devem estar cientes.

Primeiro, eles devem conhecer bem a outra pessoa e especifique com antecedência o que esperar, Para não gerar expectativas irrealistas que podem acabar prejudicando alguém. Em segundo lugar, prefira a amizade aos relacionamentos íntimos, se estes puderem ter consequências negativas para um dos dois. Uma das principais desvantagens de ter um caso com um amigo é precisamente que podemos pavimentar o caminho para uma amizade potencialmente tóxica. Portanto, você deve ter cuidado e tentar fazer as coisas certas.

Embora culturalmente a ideia de que amigos podem fazer sexo sem que nenhum deles seja ferido pela experiência não seja amplamente aceita, esta pesquisa que explicamos lança luz sobre a rapidez com que nossa maneira de contar está mudando, assim como nossa concepção. bom e mau.

qual e sua OPINIAO? Você já teve um relacionamento com um amigo? O que aconteceu? Você pode nos deixar um comentário abaixo ou discuti-lo conosco em nossas redes sociais. Estamos esperando por você!

Referências bibliográficas:

  • Affifi, W. e Faulkner, S. (2000). Ser “apenas amigos”: a frequência e o impacto da atividade sexual na amizade de gênero. Journal of Social and Personal Relations, 17 (2), 205-222.

Deixe um comentário