Casamentos tóxicos: 10 sinais para detectá-los

Casar-se e constituir família é uma meta e um desejo de muitas pessoas, pois a ideia de casar é praticamente uma imposição social. Mas o casamento, em muitos casos, pode ser uma experiência muito gratificante. Sem dúvida, encontrar aquela pessoa que te faz tão feliz e com quem passar o resto da vida ao lado dela é realmente sensacional.

Contudo, casamentos nem sempre são uma esperaE o sofrimento que eles causam por viver esse tipo de relacionamento tóxico pode afetar seriamente sua saúde emocional. Casamentos tóxicos existem e, neste artigo, mostramos 11 sinais para identificá-los.


    Sinais para detectar um casamento tóxico

    Um casamento tóxico é aquele em que os direitos de um membro da relação parecem desaparecer, e o relacionamento é caracterizado por sofrimento e conflito constantes. É comum que, quando as pessoas vivem imersas nessa situação tóxica, elas não tenham realmente consciência, principalmente por causa da inércia, do hábito e porque em muitos casos existe um certo vício emocional em relação ao cônjuge.

    Abaixo está uma lista de sinais que indicam se você está tendo um casamento tóxico. No entanto, deve-se observar que nem todos os casais podem passar por fases ruins, e a manifestação de qualquer uma dessas características em tempo hábil não necessariamente se refere a um casamento tóxico. Com isso dito, os sinais para detectar um casamento tóxico são os seguintes.

    1. Dependência emocional e co-dependência

    A dependência emocional torna o casamento um relacionamento assimétrico e faz com que um membro ganhe terreno e exerça controle sobre o outro. A causa desse fenômeno costuma ser a insegurança da pessoa dependente, incapaz de se conectar consigo mesma, e sua felicidade depende dos outros, causando grande fixação ou dependência no casal.

    Já a co-dependência emocional, embora seja um fenômeno tão prejudicial quanto o anterior, ocorre quando um membro do casal está “viciado” na dependência do parceiro, ou seja, na necessidade de ajuda e na preocupação com ela é boa. sendo. É uma espécie de controlador e manipulador, porém mais silencioso. Ambos os fenômenos interferem no bom funcionamento do casamento e, por isso, causam muita dor aos cônjuges..

      2. Comportamentos possessivos e controladores

      Em casamentos tóxicos, existem certos comportamentos de controle e posse por parte de um dos membros do casal.. Isso exerce grande influência sobre o outro, que perde voz e opinião na relação e observa como sua liberdade é afetada. Por exemplo, as decisões de casamento geralmente são feitas por um único membro, que controla as contas e despesas do outro e até mesmo suas redes sociais. Todas as decisões passam por ele, e ele costuma ser agressivo se o outro opinar sobre o assunto.

      3. Vida social limitada

      A vida social limitada também é característica de casamentos tóxicos, Para que um ou ambos os membros do casal não tenham mais laços estreitos com outras pessoas. Isso pode ocorrer devido aos comportamentos de controle mencionados, mas também devido à excessiva dependência emocional ou fixação do parceiro. Os comportamentos saudáveis ​​são aqueles em que os membros do casal continuam a manter o seu espaço, o que inclui, entre outras coisas, ter as próprias amizades.

      4. Ciúme

      Um dos comportamentos tóxicos mais comuns em casamentos é o ciúme. A baixa autoestima costuma ser uma das origens desse tipo de comportamento, que faz com que os ciumentos surjam crenças imprecisas sobre a realidade e, por isso, se envolvam em comportamentos obsessivos. O ciúme causa dor para ambos os cônjuges e, com o tempo, tornam o casamento um inferno.

      Em maior ou menor grau, é possível sentir algum grau de ciúme quando nos importamos com alguém. Mas em um casamento desse tipo, o ciúme tóxico pode se manifestar, por exemplo, com comportamentos como: quando um cônjuge constantemente pergunta sobre os horários e os fatos do parceiro, ele fica irritado. Quando o outro passa o tempo com os amigos, ele monitora secretamente o Facebook e pode até sair em busca do outro parceiro quando ele duvida de sua palavra.

      5. Conflitos frequentes

      Logicamente, todos esses pontos acima levam a conflitos frequentes. Além disso, a comunicação em tais casamentos costuma ser ineficaz e, portanto, pode causar sérios problemas de relacionamento. Na relação tóxica, não se instaura um clima de tolerância, nem se estimula a reconciliação, mas ao contrário: o problema tende a piorar e o sofrimento aumenta.

      6. Ele está com dor

      Portanto, os casamentos tóxicos causam muito sofrimento e dor.. E quanto mais tempo você passa nesse relacionamento, piores podem ser as consequências emocionais ou sobre a auto-estima de qualquer um dos cônjuges. Visto que o relacionamento é assimétrico, é inevitável que o sofrimento apareça.

      7. Manuseio

      Comportamentos manipulativos e de chantagem emocional ocorrem frequentemente em casamentos tóxicosComo um dos dois membros age de acordo com seus interesses, culpa, perturba e amedronta o outro.

      As causas desses comportamentos podem ser variadas, embora geralmente sejam devidas à baixa autoestima, que faz com que um dos cônjuges busque constantemente a confirmação do amor do parceiro, causando demonstrações de que o outro não irá embora.

      • Para aprofundar este assunto, convido você a ler nosso artigo: “Chantagem emocional: uma poderosa forma de manipulação no casal”

      8. Perda de crescimento pessoal

      Pessoas que vivem imersas em um casamento tóxico param de crescer como pessoas. Seja porque são emocionalmente dependentes, porque o sofrimento pode oprimi-los ou porque têm uma auto-estima frágil. A verdade é que eles colocam os comportamentos de desenvolvimento pessoal de lado. e eles se afogam na dinâmica tóxica do casamento.

      9. Falta de respeito

      O respeito é fundamental em qualquer tipo de relacionamento, seja um casal, uma família ou uma amizade. Quando o respeito é perdido, é impossível que o relacionamento funcione e os cônjuges sejam felizes no casamento.. O desrespeito pode se manifestar de diferentes maneiras, por exemplo: quando um membro do casamento constantemente humilha o outro em público e privado ou simplesmente não está interessado no sucesso do parceiro.

      10. Obsessão de relacionamento

      Relacionamentos tóxicos acabam se tornando um ciclo vicioso do qual é difícil sair. A baixa auto-estima e a dependência emocional fazem com que os cônjuges permaneçam juntos apesar da dor, corroendo cada vez mais o relacionamento.

      Eles podem ficar obcecados com o relacionamento, Para que ninguém respire e que não haja respeito nem comunicação e, portanto, o amor desapareça e os conflitos estejam presentes continuamente.

      Deixe um comentário