Amor em casal: como se dar bem?

Muitas vezes o mundo insiste que o parceiro que temos é a nossa metade laranja e que essa outra metade “nossa” dará sentido às nossas vidas. Grande erro!

É por isso que temos todas as novelas turcas que nos farão chorar e sofrer o amor e o desamor de suas aventuras e desventuras. Não vamos transformar nossas vidas nessa dor, esperando que o amor seja um salvador ou um infortúnio se falhar.


    O mito da meia laranja

    Aqui está um segredo que se tornou realidade para mim. Somos responsáveis, sim, responsáveis, apenas um adulto, que é a nossa própria pessoa. E digo adulto porque, se escolhermos ter filhos dependentes, a escolha é nossa como adulto.

    Portanto, como adultos, devemos nos construir pensando em quem somos e no que queremos fazer com nossa vida, aquela que temos hoje e que está em nossas mãos, dando-lhe sentido. Honre-o.

    É algo que devemos fazer para nos orientar para um objetivo que dará sentido às nossas ações e ao nosso estilo de vida saudável. Mas esse significado não pode ser dado por ninguém além de nós. Quando o outro é quem dá sentido à minha vida, mais cedo ou mais tarde ele deixará de ter sentido e eu gostaria que ele estivesse longe.

    O encontro com o outro acontecerá se (e somente se) minha vida tiver sentido. Caso contrário, não terei nada para compartilhar ou planejar com o outro de forma saudável, e exigirei do outro uma relação tóxica, reflexo da minha toxicidade.

    Hoje sabemos que como pessoas enfrentamos uma vida vertiginosa com fortes exigências e mudanças, o que significa que os projetos que fazemos hoje nem sempre definem a pessoa que seremos amanhã. É por isso que é essencial conhecer a nós mesmos, saber quais são nossos pontos fortes e fracos e ser capaz de visualizar onde queremos chegar. Dar sentido às nossas vidas por nós mesmos. Só assim sentiremos que estamos no caminho certo. Sempre podemos mudar os tons, mas a paleta de cores será nossa.

      gestão de relacionamento

      Para um casal trabalhar em equipe, é preciso ter várias considerações.

      Começar e terminar o dia juntos é muito importante. Isso não significa estar fisicamente no mesmo lugar, mas cumprimentar-se todas as manhãs e ir para a cama sem reclamar, fazendo as pazes de antemão, se for o caso. Ser capaz de falar se surgiu um desentendimento é crucial e perdoar a si mesmo se algo machucou a outra pessoa que está tentando consertá-lo.

      Abraço para nos vermosPassar alguns minutos nesta reunião é muito importante. Expressar o amor que se sente e que o outro se sente amado é crucial. Ter pequenos gestos que fazem o outro sentir que o tivemos presente em nosso dia, esforçar-se para agradar o outro e demonstrar admiração por sua pessoa são gestos que às vezes no turbilhão do dia a dia desconsideramos e fazem com que nosso parceiro se sinta amado e confortável.

      Lembre-se de que é igualmente importante sentir-se amado e que nosso parceiro sente nosso amor e isso vai além de dizer a eles. Passar o tempo em micro-aventuras, viver experiências juntos, festejar, rir, é o que mais nos une.

      Gerenciamento de humor saudável isso significa que não importa a dificuldade que enfrentemos, encontramos no outro esse refúgio e a capacidade de rir de nós mesmos e das situações em que vivemos, encontrando aquela magia que nos conecta ao positivo.

      Ame-se com toda a nossa alma, mas primeiro a nós mesmos, e encontraremos uma maneira de nos amarmos de maneira saudável.

      Deixe um comentário